A insistência do resto

  • Felipe Ribeiro Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

Este artigo se detém sobre a performatividade da matéria quando esta perde sua função no ciclo produtivo. A condição de lixo torna-a um entrave a circulação do capital, o que a faz ser levada para longe ou reinserida no ciclo produtivo como uma promessa desenvolvimentista de saúde ambiental do sistema economico. Tomando como base a instalação Turvações Estratigáficas de Yuri Firmeza realizada no MAR - Museu de Arte do Rio, me pergunto o que acontece quando a matéria insiste em ser resto. Esta insistência é um mote para pensar noções de espaços dispersivos, zonas de contato, narrativas geográficas das coisas, e o entulho no processo de reurbanização da zona Portuária do Rio de Janeiro em preparação para os jogos olímpicos.

Palasvras-chave: Yuri Firmeza; Matéria; Arqueologia; Instalação; performatividade.

Publicado
2017-10-20