Transbordar o cinema: anotações sobre imagem, ficção e práticas moradoras

Érico Araújo Lima

Resumo


Este artigo parte do desejo em considerar a experiência estética a partir de uma íntima contaminação com a vida social e política. Tentamos levantar algumas observações teórico-metodológicas sobre a relação conectiva da imagem com algumas forças que a excedem. Trabalhamos com a noção de devolução, para pensar, de um lado, como um filme se devolve aos sujeitos filmados e, de outro, como ele se desloca rumo ao espectador. Nosso escopo é uma produção brasileira recente que solicita recursos expressivos da ficção para narrar experiências intimamente ligadas ao vivido. Essa estratégia ficcional se insere aqui como uma possibilidade fundamental de engajamento dos sujeitos interpelados pela escritura do filme. No que tange à análise, nos dedicamos aos filmes “A vizinhança do tigre” (Affonso Uchoa, 2014) e “Branco sai preto fica” (Adirley Queirós, 2014). 

Palavras-chave: Devolução. Estética. Política. Ficção. Comunidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.