Coreografando uma virada pós-moderna: o processo criativo e a somática

  • Jill Green

Resumo

Este artigo explora a reconceitualização da criatividade desde uma perspectiva pós-moderna. A autora remete-se aos aspectos sociopolíticos da somática e da criatividade por meio do relato de uma mudança paradigmática pós-modernista que emergiu como ferramenta reflexiva durante um estudo de pesquisa qualitativa. Através dessa “virada pós-moderna”, novas questões teóricas foram levantadas, tais como: De que modo as experiências somáticas e criativas são inscritas pela cultura? O poder somático pessoal, a expressão criativa e a transformação social trabalham contrariamente um ao outro ou é possível mover-se pela transformação social por meio da prática somática e da experiência criativa? As questões reformuladas, a análise pós-positivista e a discussão das descobertas da pesquisa fornecem um ponto de partida para o arcabouço teórico alternativo oferecido no artigo. A autora propõe uma reconceitualização da criatividade através das lentes pós-humanistas. Desse modo, os trabalhos somáticos e criativos podem ser ferramentas para a transformação pessoal, mas também, inseparáveis da transformação social.

Publicado
2019-02-02