A relação entre Theoria e Poder na Politéia Platônica

  • Erika Bataglia da Costa

Resumo

RESUMO: Diante da degradação política democrática, Platão se propõe a conversão da política em tékhne. Trata-se de submeter o Estado ao império da theoria que desvela os fundamentos do cosmos, e, portanto, da própria possibilidade da sociedade e do Estado. Com isso asseguram-se os vínculos do estadista a um absoluto axial e epistêmico capaz de tornar exclusiva a uma elite espiritual a prática do poder. Desse modo, é satisfeita a exigência de domínio competente e universalmente fundado que caracteriza a noção de tékhne. No entanto, concomitantemente à restrição quanto à extensão
da atividade política, ocorre também um aprofundamento dos seus pressupostos cuja explicitação depende de uma ascensão dialética inspirada pelo erotismo filosófico, entendido enquanto evasão do soma que torna possível a intuição noética.

PALAVRAS-CHAVE: Tékhne; Política; Politéia.

Biografia do Autor

Erika Bataglia da Costa
Mestranda em Filosofia pela Universidade Federal do Ceará (UFC/Capes-reuni)
Publicado
2010-01-01
Edição
Seção
Ética e Filosofia Política