Reflexões sobre a modernidade e o holocausto a partir de Zygmunt Bauman

  • Francisco Jozivan Guedes de Lima

Resumo

Esta pesquisa objetiva investigar a relação entre Modernidade e Holocausto a partir das contribuições de Bauman, tendo como fio condutor de suas reflexões a ideia que o Holocausto significou o apogeu e o fracasso da racionalidade moderna. No âmago desta racionalidade reside a despolitização, desmoralização e desjuridicização do indivíduo. Como consequência, ocorre o fortalecimento da tecnocracia e a restrição burocrática da vida, consolidando, assim, o ideal do Estado jardineiro que consiste em separar o joio do trigo, mesmo que esta limpeza seja executada a partir das práticas de extermínio.

Palavras-chave: Modernidade; Holocausto; Extermínio; Memória; Respon­sabilidade.

Biografia do Autor

Francisco Jozivan Guedes de Lima
Doutorando em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).
Publicado
2014-08-13
Edição
Seção
Varia