Science or Aesthetics? Wittgenstein and the linguistic implications around freudian psychoanalysis

  • Eduardo Simões Professor da UNIMONTES e doutorando em Filosofia pela UFSCar

Abstract

O objetivo do presente artigo é o de apresentar a análise e também a crítica do filósofo L. Wittgenstein ao pensamento psicanalítico de S. Freud. O procedimento wittgensteiniano liga-se a um método comum na filosofia do austríaco que é o da análise e crítica da linguagem. Segundo Wittgenstein, Freud no desenvolvimento de seu método psicanalítico teria cometido equívocos linguísticos corriqueiros que estão diretamente relacionados à confusão de termos no interior de sua teoria. O que este artigo, em específico, fará é demonstrar equívocos interpretativos em torno de termo como causa e razões. Segundo Wittgenstein, foi do mau entendimento do uso desses termos que Freud teria feito estética pensando fazer ciência.

Published
2011-07-01
Issue
Section
Artigos