Hannah Arendt and the political sense of the birth category

  • José Luiz de Oliveira Doutor em Filosofia pela UFMG e professor da UFSJ – Universidade Federal de São João del-Rei

Abstract

Para Hannah Arendt, a natalidade é uma categoria de significado político inerente à condição humana. Devido à categoria da natalidade, somos possuidores da capacidade de poder começar algo espontaneamente. O sentido dado por Arendt à palavra ação, consequentemente, encontra-se radicado ontologicamente na natalidade. A ação política é concebida como um novo nascimento. Nascemos quando agimos em conjunto, ou seja, a ação conjunta é um tipo de nascimento político. Arendt lança mão da filosofia de Agostinho com o objetivo de reinterpretar a sua visão de natalidade. O recurso adotado por Arendt em relação à concepção agostiniana de natalidade caminha no sentido de transpor essa categoria para o campo da filosofia política.

Published
2011-07-01
Issue
Section
Artigos