A concepção tractariana de ciência e a necessidade natural

Cícero Barroso

Resumo


É uma afirmação comumente aceita a de que o objetivo último da investigação científica é descobrir as leis da natureza. Vinculada a essa afirmação parece estar a pressuposição de que, na natureza, existem conexões necessárias; elas seriam exatamente o resultado da aplicação das leis da natureza aos fenômenos. Este artigo reexamina a visão tractariana sobre a ciência com o intuito de mostrar como o jovem Wittgenstein lida com a afirmação e a pressuposição mencionadas. Minha conclusão é de que ele expurga completamente a necessidade da ciência, remetendo todas as proposições necessárias para o domínio da lógica. Mesmo os princípios metateóricos da ciência, que tratam de aspectos das teorias que poderiam ser vistos como necessários, são rejeitados como exemplos de proposições científicas necessárias.

Palavras-chave: necessidade; proposições científicas; leis da natureza. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ARGUMENTOS - Revista de Filosofia

© 2015 Programa de Pós-Graduação em Filosofia-UFC/ICA
ISSN (online):1984-4255 | ISSN (Impresso):1984-4247