A prudência e o abandono da crítica em Capitalismo & Esquizofrenia

  • Christian Fernando Ribeiro Guimarães Vinci

Resumo

Este artigo, partindo da hipótese de que haveria uma mudança de tom argumen- tativo no interior da coleção Capitalismo & Esquizofrenia, pretende avaliar a impor- tância do conceito de prudência para compreensão desse movimento do pensa- mento de Gilles Deleuze e Félix Guattari. Apresentado em certa altura de Mil Platôs como uma “regra imanente à experimentação” (DELEUZE; GUATTARI, 2007, p. 11), a prudência marcaria a modificação no modo da interpelação deleuze-guat- tariana, vislumbrado e experimentado pela primeira vez em 1975 na obra Kafka e abalizado pelo abandono do conceito de crítica.

Palavras-chave: Gilles Deleuze; Félix Guattari; Capitalismo & Esquizofrenia; Crítica; Prudência. 

Publicado
2017-07-31
Edição
Seção
Varia