Como pensar uma Epistemologia Feminista? Surgimento, repercussões e problematizações

Patricia Ketzer

Resumo


A Epistemologia Feminista caracteriza-se por considerar como questões de gê- nero influenciam nossas concepções de conhecimento, nossas pesquisas e pro- duções científicas. O presente trabalho tem por objetivo apresentar o desenvolvi- mento das pesquisas em Epistemologia Feminista e suas problemáticas. A pesquisa justifica-se na medida que a Epistemologia Feminista tem levantado questões re- lativas a preconceitos de gênero no interior da produção científica nas mais di- versas áreas do conhecimento. A temática tem sido abordada desde os anos 1980, propondo modificações metodológicas e revisando abordagens conceituais a partir das quais se produz o conhecimento científico. Desse modo, faz-se neces- sário avaliar como essas análises têm repercutido na produção acadêmica. O trabalho está divido em duas partes, sendo que na primeira apresentaremos o conceito de Epistemologia, reconstruindo o caminho através do qual se fez neces- sária uma abordagem feminista da mesma, enquanto disciplina filosófica. Na se- gunda parte, abordaremos como a Epistemologia Feminista questionou as narra- tivas científicas e possibilitou uma revisão das metodologias e práticas de pesquisa, tanto nas Ciências Naturais, quanto nas Ciências Sociais.

Palavras-chave: Epistemologia Feminista; Feminismo; Produção Científica; Pesquisa Acadêmica; Metodologias. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ARGUMENTOS - Revista de Filosofia

© 2015 Programa de Pós-Graduação em Filosofia-UFC/ICA
ISSN (online):1984-4255 | ISSN (Impresso):1984-4247