John Rawls e a educação para a democracia

  • Neuro José Zambam

Resumo

O objeto de estudo deste ensaio é relacionar a educção para democracia a partir da teoria de John Rawls. A democracia, contemporaneamente, ganhou defini- ções com maior espectro incluindo a segurança de ter seus direitos fundamen- tais assegurados, como, por exemplo, o direito social à educação. O objetivo geral dessa investigação está em relacionar a teoria de John Rawls e a educação para a democracia. Enquanto que os objetivos específicos foram: 1) Definir o espaço para democracia; 2) Destacar os princípios da justiça de John Rawls; 3) Fundamentar a razão pública como propulsor da democracia e educação. O pro- blema de pesquisa que norteou a investigação foi: A razão pública é um funda- mento da educação para democracia? Pode-se inferir que a razão pública anco- rada com a educação é um meio basilar para a democracia, pois aliadas estas instituições empoderam o sujeito e dá a ele voz política sustentando o sistema democrático de uma sociedade. O método de abordagem foi o dedutivo, sendo a premissa maior a teoria de John Rawls e a premissa menor a viabilidade de aplicação da razão pública na educação para democracia. A técnica de pesquisa foi a bibliográfica.

Palavras-chave: John Rawls. Educação. Democracia. Amartya Sen.

Biografia do Autor

Neuro José Zambam

Pós-doutor em Filosofia na Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS. Doutor em Filosofia pela PUCRS. Professor do Programa de Pós-Graduação em Direito da Faculdade Meridional - IMED – Mestrado. Professor do Curso de Direito (graduação e especialização) da Faculdade Meridional – IMED de Passo Fundo. Membro do Grupo de Trabalho, Ética e cidadania da ANPOF (Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Filosofia). Pesquisador da Faculdade Meridional. Líder do Grupo de Estudo, Multiculturalismo e pluralismo jurídico. Líder do Centro Brasileiro de Pesquisa sobre a Teoria da Justiça de Amartya Sen: interfaces com direito, políticas de desenvolvimento e democracia.

Referências

MORAIS, Fausto Santos de; IANOFF, Felipe de. Para uma discussão democrática sobre os riscos dos OGM’S. In: PIRES, Cecília Maria Pinto; Paffarini, Jacopo; Cella, José Renato Gaziero. Direito, Democracia e sustentabilidade: programa de pós-graduação stricto sensu em Direito da Faculdade Meridional. Erechim: Deviant, 2017.

RAWLS, John. O liberalismo político. 2. ed. Trad. Dinah de Abreu Azevedo. São Paulo: Ática, 2000.

DRÈZE, Jean; SEN, Amartya. Glória incerta: a Índia e suas contradições. Trad. Ricardo Doninelli Mendes e Laila Coutinho. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

ZAMBAM, Neuro José. Amartya Sen: liberdade, justiça e desenvolvimento susten- tável. Passo Fundo: IMED, 2012.

ZAMBAM, Neuro José. Introdução à teoria da justiça de John Rawls. 2. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2015.

______; AQUINO, Sérgio Ricardo Fernandes de. A teoria da justiça em Amartya Sen: temas fundamentais. Porto Alegre: Editora Fi, 2016.

______; ALMEIDA, Ricardo de Oliveira de. O liberalismo político de John Rawls: a missão de educar a juventude para a democracia no séc. XXI. In. Quaestio Juris. Rio de Janeiro, v. 10, n. 3, 2017.

Publicado
2018-04-30
Edição
Seção
Dossiê Ética e Cidadania