Razão comunicativa e esfera pública: aspectos filosóficos e educativos na ótica de Jurgen Habermas

  • Anderson de Alencar Menezes
  • Virgílio Andrade Neto

Resumo

O ambiente educacional passa por constantes mudanças e nele estão presentes as interações do mundo da vida e as várias possibilidades da razão. Habermas define que o horizonte da modernidade está se deslocando e vivemos num mundo pós- -metafísico. Logo, a razão precisa descortinar o outro que é a linguagem e assim reencontrar um caminho para a razão comunicativa. Nesse sentido, o ambiente educativo, passa a ser o local ideal para as experiências argumentativas que ne- cessitam de uma base procedimental para sua plena efetivação, que possibilitará uma enorme contribuição nas práticas pedagógicas atuais. Assim, repensar a ação comunicativa no contexto educativo passa a ser, além de um desafio, uma forma de propor respostas às neuroses e enfrentamento às ameaças colonizadoras do ca- pital, para que a interação entre pessoas desague em mediações intersubjetivas no ambiente da escola, com interações comunicativas na formação de novos entendi- mentos, que é tarefa crucial na releitura dos paradoxos da educação.

Palavras-chave: Habermas. Educacional. Razão comunicativa.

Biografia do Autor

Anderson de Alencar Menezes

Professor do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Alagoas. Membro do Gt Ética e Cidadania/ANPOF.

Virgílio Andrade Neto

Mestrando em Educação pela Universidade Federal de Alagoa.

Referências

ARROYO, Miguel G., Currículo, território em disputa. Petrópolis, RJ: vozes, 2011. 376p. BERTEN, A. Habermas, Esfera Pública, Racionalização, Aprendizado. Problemata:

R. Intern. Fil., v. 3, n. 2, p. 11-33, 2012. ISSN 2236-8612.

COUTINHO, Maria de Sousa Pereira. Racionalidade Comunicativa e Desenvolvimento Humano em Jürgen Habermas: bases de um pensamento educacional. – (Forum de ideias:16), Lisboa: Edições Colibri, 2002, 416p.

FREITAG, Bárbara. A teoria crítica ontem e hoje, 4. ed., São Paulo: editora brasi- liense, 1993.

HABERMAS, J. A inclusão do outro: estudos de teoria política. São Paulo: Loyola, 2002. _____. Direito e democracia: entre facticidade e validade. Trad. Flávio Beno

Siebeneichler. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2012 - reimpressão.(v. I).

_____. Direito e democracia: entre facticidade e validade. Trad. Flávio Beno Siebeneichler. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2011 - reimpressão.(v. II).

_____. Mudança estrutural da esfera pública: investigações sobre uma categoria da sociedade burguesa / Jürgen Habermas. Trad. Denilson Luís Werle. São Paulo: Editora Unesp, 2014.

_____. O futuro da natureza humana: a caminho de uma eugenia liberal? / Jürgen Habermas. Trad. Karina Jannini. 2. ed. São Paulo: Editora WMF Martins, 2010.

_____. Pensamento pós-metafísico: estudos filosóficos. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.

_____. Teoria do agir comunicativo, 1: racionalidade da ação e racionalidade social. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012.

LIMA, João Francisco Lopes de. Reconstrução da tarefa educativa: uma alternativa para a crise e a desesperança. Porto Alegre: Mediação, 2003, 128 p.

MÜHL, Eldon Henrique. Habermas e a educação: ação pedagógica como agir co- municativo. Passo Fundo: UPF, 2003, 344 p.

MENEZES, Anderson de Alencar. Educação e emancipação: por uma racionali- dade ético-comunicativa. Maceió: EDUFAL, 2014. 137 p.

MENEZES, A. Ética e Cidadania Multicultura na Perspectiva de Jurgen Habermas. Problemata: R. Intern. Fil., v. 4, n. 3, p. 157-176, 2013. ISSN 1516-9219.

PRESTES, Nadja Mara Hermann. Educação e racionalidade: conexões e possibili- dades de uma razão comunicativa na escola. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1996, 138 p.

Publicado
2018-04-30
Edição
Seção
Dossiê Ética e Cidadania