UM NOVO MODELO DE PREVISÃO DE INSOLVÊNCIA PARA O SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL

  • Pablo Pulhese Perim Fucape Business School
  • Danilo Soares Monte-Mor Fucape Business School
  • Marco Aurélio dos Santos Sanfins Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Neyla Tardin Fucape Business School

Resumo

Este artigo objetivou propor um modelo de cálculo do risco insolvência para empresas do segmento da construção civil por meio de uma abordagem que considere, além da qualidade dos ativos, o grau de severidade dos descasamentos entre ativos e passivos, bem como os riscos inerentes a este setor. A partir de simulações de Monte Carlo e de exemplos hipotéticos, verificou-se que a nova medida foi capaz de capturar os efeitos dos descasamentos entre ativos e passivos bem como os efeitos da variação das medidas de risco de crédito, risco de liquidez e risco de engenharia. Além disso, nossos resultados sugerem que a ausência de uma distribuição harmoniosa entre ativos e passivos pode acarretar em um aumento do risco de insolvência, ainda que o total de ativos a valor presente seja superior ao total de passivos.

Biografia do Autor

Pablo Pulhese Perim, Fucape Business School

Mestre em Ciências Contábeis

Danilo Soares Monte-Mor, Fucape Business School

Doutor em Ciências Contábeis e Administração

Marco Aurélio dos Santos Sanfins, Universidade Federal Fluminense - UFF

Doutor em Estatística

Neyla Tardin, Fucape Business School

Doutoranda em Ciências Contábeis e Administração

Referências

ALTMAN, E.I. Financial ratios, discriminant analysis and prediction of corporate bankruptcy. Journal of Finance, v. 23, n. 4, p. 189-209, 1968.

ALVES, P.R.R. O desenvolvimento do sistema financeiro imobiliário e da securitização de recebíveis imobiliários na redução do déficit habitacional brasileiro. 2005. 86 f Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil, 2005.

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO. Perspectivas do investimento 2010-2013 na Construção Civil. Disponível em: <http://www.bndes.gov.br>. Acesso em: 12 fev. 2010.

BOLSA DE VALORES DO ESTADO DE SÃO PAULO. Dados de mercado. Disponível em: <http://bmfbovespa.comunique-se.com.br/>. Acesso em: 12 fev. 2010.

BRITO, G.A.S.; ASSAF NETO, A. Modelo de Classificação de Risco de Crédito das Empresas. Revista Contabilidade e Finanças, v. 19, n. 46, p. 18-29, 2008.

CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO. Participação da Construção Civil no PIB Brasil. Disponível em: <http://www.cbicdados.com.br/menu/home/participacao-da-construcao-civil-no-pib-brasil>. Acesso em: 12 fev. 2010.

CORREIA, C.S.V. Previsão da insolvência: Evidência no setor da construção. 2012. 72 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade de Aveiro, Portugal, 2012.

DÉCAMPS, J.; ROCHET, J.; ROGER, B. The three pillars of Basel II: Optimizing the mix, Journal of Financial Intermediation v. 13, p. 132-155, 2004.

EXAME.COM. Cenário interno leva ações de construtoras a perderem valor. Disponível em: <http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/cenario-interno-leva-acoes-de-construtoras-a-perdem-valor>. Acesso em: 12 fev. 2010.

HANNAN, T.H.; HANWECK, G.A. Bank Insolvency Risk and the Market for Large Certificates of Deposit. Journal of Money, Credit and Banking, v.20, n. 2, p. 203-211, 1988.

HORTA, R.A.M.; BORGES, C.C.H.; CARVALHO, F.A.A.; ALVES, F.J. dos S. Previsão de Insolvência: Uma Estratégia para Balanceamento da Base de Dados Utilizando Variáveis Contábeis de Empresas Brasileiras. Sociedade, Contabilidade e Gestão, Rio de Janeiro, v. 6, n. 2, p. 21-36, 2011.

HSIAO, S.H.; WHANG, T.J. A study of financial insolvency prediction model for life insurers. Expert Systems with Applications. v.36, p. 6100-6107, 2009.

JUNIOR, A.F.A.; NOGUEIRA, D.G.; SHIKIDA, C.D. Analysis of the efficiency of national civil construction firms. Brazilian Business Review, v. 9, n. 3, p. 45-70, 2012.

KANITZ, S. C. Indicadores contábeis e financeiros de previsão de insolvência: a experiência na pequena e média empresa brasileira. São Paulo: 1976. Tese (Livre Docência) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo.

KIM, YONG. Modeling of commercial real estate credit risks. Quantitative Finance. v. 13 n. 12, p. 1977-1989, 2013.

LANGFORD, D.; IYAGBA, R.; KOMBA, D. M. Prediction of solvency in construction companies. Construction Management and Economics, v. 11, n. 5, p. 317-325, 1993.

MASON, R.J.; HARRIS, F.C. Predicting company failure in the construction industry. Proceedings Institution of Civil Engineers, v. 66, n. 2, p. 301-317, 1979.

MERTON, R. C. Theory of Rational Option Pricing. Bell Journal of Economics and Management Science, v. 4, 141-183, 1973.

MONTE-MOR, D.S.; SANFINS, M. A. dos S. RiD: Uma Nova Abordagem para o Cálculo do Risco de Insolvência. Revista Brasileira de Finanças, v. 12, n. 2, p. 229-255, 2014.

SALCEDO-SANZ, S.; FERNANDEZ-VILLACANAS, J.; BOUSONO-CALZON, C., & SERGOVIA-VARGAS, M. Genetic Programming for the Prediction of Insolvency in Non-Life Insurance Companies. Computers & Operations Research, v. 32, p. 749-765, 2005.

SERASA EXPERIAN. Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações. Disponível em: <http://noticias.serasaexperian.com.br/indicadores-economicos/falencias-e-recuperacoes/>. Acesso em: 12 fev. 2015.

THOMSON, J. B. Predicting Bank Failures in the 1989s. Economic Review, v. 27, p. 9-20. Federal Reserve Bank of Cleveland, 1991.

Publicado
2016-10-26
Seção
Artigos