Características dos membros do conselho de administração e sua relação com as decisões estratégias de captação de recursos: evidências em empresas listadas na BM&FBovespa

  • Edicreia Andrade dos Santos Universidade Federal de Santa Catarina
  • Flávio Luiz Lara Instituto Federal do Ceará
  • Renata Mendes de Oliveira Universidade Federal de Uberlândia
  • Rogério João Lunkes Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Conselho de administração. Captação de recursos. Desempenho. Características observáveis. BM&FBovespa.

Resumo

Os membros do conselho de administração têm função importante para as estratégias gerenciais de captação de recursos, além de representarem importante mecanismo de governança corporativa, capaz de influenciar o desempenho da empresa. Sob esse contexto, o objetivo deste estudo é verificar a relação entre as características observáveis do conselho de administração e os resultados dos indicadores procedentes das estratégias e decisões relacionadas à captação de recursos. Os dados do estudo foram obtidos de 60 empresas com ações na BM&FBovespa, entre os anos de 2011 e 2015. Dentre os resultados, observa-se que as variáveis de capitalização ajustada e seca apresentam relação mais significativa com as variáveis referentes às características dos gestores do conselho de administração. Ainda foi possível identificar a necessidade de diversificar as características dos membros da alta gestão, considerando a pequena participação de mulheres e a predominância de dirigentes mais velhos.

 

Referências

ALMEIDA, J. S. G.; NOVAIS, L. F.; ROCHA, M. A. A fragilização financeira das empresas não financeiras no Brasil pós-crise. Campinas, SP: UNICAMP, 2016.

AMRAN, N. A.; YUSOF, M. A. M.; ISHAK, R.; ARIPIN, N. Do characteristics of CEO and Chairman influence Government-Linked Companies performance? Procedia-Social and Behavioral Sciences, v. 109, n. 2, p. 799-803, 2014.

ASSIS, A. V. Relação entre indicadores financeiros e desempenho em mercado de ações: estudo sobre empresas de Construção Civil da BM&FBovespa. 2014. 77 f. Monografia (Graduação em Administração) – Departamento de Administração, Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

BHAGAT, S.; BOLTON, B. J.; SUBRAMANIAN, A. CEO Education, CEO Turnover, and Firm Performance. Available at SSRN. 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2017.

BIGUETI, J. R. Um estudo sobre a influência dos modelos mentais compartilhados entre o chief information officer e o time de executivos da alta direção no alinhamento estratégico de sistemas de informação. 2007. 96 p. Dissertação (Mestrado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

BM&FBovespa. Empresas Listadas. 2016. Disponível em: . Acesso em: 18 dez. 2016.

BORTOLUZZI, D. A.; ZAKARIA, J.; SANTOS, E. A.; LUNKES, R. J. A influência das características dos executivos de alto escalão sobre a estrutura de capital: um estudo em empresas listadas na BM&FBOVESPA. Revista Espacios, v. 37, p. 29-42, 2016.

BORTOLUZZI, D. A. Relação das características observáveis dos executivos do alto escalão no sistema de controle gerencial e no desempenho em hotéis do Brasil. 2017. 110 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

BROCKMANN, E. N.; SIMMONDS, O. G. Strategic decision making: the influence of CEO experience and use of tacit knowledge. Journal of Managerial Issues, v. 9, n. 4, p. 454-468, 1997.

CARPENTER, M. A.; GELETKANYCZ, M. A.; SANDERS, W. G. Upper echelons research revisited: Antecedents, elements, and consequences of top management team composition. Journal of Management, v. 30, n. 6, p. 749-778, 2004.

CHOI, D. Y.; SAITO, R.; SILVA, V. A. B. Estrutura de capital e remuneração dos funcionários: evidência empírica no Brasil. Revista de Administração Contemporânea, v. 19, n. 2, p. 249-269, 2015.

CLINE, B. N.; YORE, A. S. Silverback CEOs: Age, experience, and firm value. Journal of Empirical Finance, v. 35, n. 1, p. 169-188, 2016.

COELHO, R. Direitos da mulher na contemporaneidade das relações de trabalho. 2017. 191 f. Dissertação (Mestrado em Direito), Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2017.

DANI, A. C.; KAVESKI, I. D. S.; SANTOS, C. A.; LEITE, A. P. P.; CUNHA, P. R. Características do conselho de administração e o desempenho empresarial das empresas listadas no novo mercado. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, v. 7, n. 1, p. 29-47, 2017.

D’ANGELO, A. et al. Geographical pathways for SME internationalization: Insights from an Italian sample. International Marketing Review, v. 30, n. 2, p. 80-105, 2013.

DEZSÖ, C. L.; ROSS, D. G. Does female representation in top management improve firm performance? A panel data investigation. Strategic Management Journal, v. 33, n. 9, p. 1072-1089, 2012.

ERHARDT, N. L.; WERBEL, J. D.; SHRADER, C. B. Board of Director Diversity and Firm Financial Performance. Corporate Governance: An International Review, v. 11, n. 2, p.102-111, 2003.

FAMA, E. F.; JENSEN, M. C. Separation of ownership and control. Journal of Law and Economics, v. 26, n. 2, p. 301-325, 1983.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; SILVA, F. D.; CHAN, B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

GITMAN, L. J. Princípios de Administração Financeira. 10. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2004.

GRANT THORNTON INTERNATIONAL BUSINESS REPORT. Women in business: o caminho para a liderança. 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2017.

HAMBRICK, D. C.; MASON; P. A. Upper echelon: the organization as a reflection of its top managers. Academy of Management Review, v. 9, n. 2, p.193-206, 1984.

HAMBRICK, D. C. Upper echelons theory: an update. Academy of Management Review, v. 32, n. 2, p. 334-343, 2007.

IUDÍCIBUS, S. Análise de balanços. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

MARTINS, T. J. A nova elite financeira no Brasil: jogos, estratégias e disputas entre os gerentes-engenheiros e os acionistas. Revista de Economia Política e História Econômica, v. 10, n.1, p. 116-149, 2014.

MAXIMIANO, A. C. A. Introdução à administração. 5. ed. Revista e ampliada. São Paulo: Atlas, 2000.

MAZZIONI, S.; DIEL, F. J.; OLIVEIRA, J. M. S. Atributos da qualidade da informação contábil em empresas participantes do mercado acionário brasileiro. Contabilidade, Gestão e Governança, v.19, n. 2, p. 230-253, 2016.

MEDEIROS, O. R.; DAHER, C. E. Testando a teoria de hierarquização de fontes de financiamento nas empresas brasileiras. Revista de Contabilidade e Finanças, v. 37, n. 1, p. 37-45, 2005.

OLIVEIRA, E. C. Determinantes do endividamento: evidência empírica para as empresas do distrito de Santarém. 2015. 61 p. Dissertação (Mestrado em Contabilidade e Finanças) – Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Gestão e Tecnologia, Santarém, 2015.

OSHAGBEMI, T. Age influences on the leadership styles and behaviour of managers. Employee Relations, v. 26, n. 1, p. 14-29, 2004.

PENI, E. CEO and Chairperson characteristics and firm performance. Journal of Management and Governance, v. 18, n. 1, p.185-205, 2014.

PEREIRA, B. S.; THEISS, V.; LUNKES, R. J.; SCHNORRENBERGER, D.; GASPARETTO, V.A. Relação entre as características observáveis dos CEOs e a remuneração. Contabilidad y Negocios, v. 11, n. 21, p. 5-24, 2016.

ROSTAGNO, L. M.; SOARES, K. T. C.; SOARES, R. O. O perfil fundamentalista das carteiras vencedoras e perdedoras na Bovespa no período de 1995 a 2002. BBR – Brazilian Business Review, v. 5, n. 3, p. 271-288, 2008.

SILVEIRA, A. D. M. Governança corporativa: o essencial para líderes. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

TAVARES, A. L.; SILVA, C. A. T. A análise financeira fundamentalista na previsão de melhores e piores alternativas de investimento. Revista Universo Contábil, v. 8, n.1, p. 37-52, 2012.

VERGINI, D. P.; JACOMOSSI, F. A.; TURRA; S., HEIN, N. Impacto da responsabilidade social no desempenho econômico financeiro das empresas brasileiras componentes do Dow Jones Sustainability Index. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental Santa Maria, v. 19, n. 2, p. 879-898, 2015.

Publicado
2017-11-14
Seção
Artigos