ATRIBUTOS QUALITATIVOS E FATORES DE SATISFAÇÃO COM O TRANSPORTE PÚBLICO URBANO POR ÔNIBUS

Palavras-chave: serviços, transporte público, ônibus, qualidade, satisfação dos usuários

Resumo

O crescimento das cidades tem influenciado a mobilidade urbana. Os meios de transporte coletivo representam uma maneira de amenizar os problemas de locomoção, sendo a satisfação dos usuários um dos principais indicadores da qualidade do serviço prestado. Objetivando identificar os atributos qualitativos e os fatores que impactam na satisfação com a qualidade de ônibus urbanos, realizou-se este estudo. Inicialmente, fez-se uma investigação exploratória e qualitativa com 25 usuários de ônibus, levantando os atributos qualitativos. Posteriormente, avaliou-se a satisfação com tais atributos, envolvendo uma amostra de 203 usuários. Resultou uma correlação significativa entre a satisfação geral dos usuários e a intenção de utilizar novamente o serviço de transporte público. Também se identificaram seis fatores preponderantes para a satisfação com o serviço de ônibus urbano: atendimento ao passageiro, informações ao passageiro, veículo de transporte, serviço de transporte público, estrutura das paradas de ônibus e ambiente das paradas.

Biografia do Autor

Elaine Görgen Strehl, Universidade do Vale do Taquari (UNIVATES)
Possui graduação em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário Univates (1995). Tem experiência na área de contabilidade pública e privada, sendo pós-graduada em Auditoria e Perícia Contábil, Univates (2011). Mestra em Administração pela UNISC (2018). Vice Presidente de relação com os Profissionais do CRCRS. Atuou na comissão de Estudos de contabilidade Pública (2008-2012) e na comissão da Mulher Contabilista (2013 - 2017) do Conselho Regional de Contabilidade do RS. Contadora na Prefeitura Municipal de Estrela, Professora nos cursos de graduação na Univates e sócia de escritório contábil.
Carlos Alberto Mello Moyano, Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)
Possui graduação em Administração de Empresas - Faculdade de Ciências Econômicas do Uruguai (1978), mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1988), com ênfase em Marketing e Recursos Humanos, doutorado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2000), sob orientação do Prof. Dr. Carlos Alberto Martins Callegaro, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é professor adjunto da Universidade de Santa Cruz do Sul e Diretor do IMUR ? Instituto de Marketing do Uruguai. Atua como professor visitante nos cursos de pós graduação em: UCPel, FAI, FATEC, UNOCHAPECÓ, FASTA (Argentina), EDAN/UCSA (Paraguai).Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Marketing, atuando principalmente nos seguintes temas: Pesquisa, Negociações, Marketing, Administração de Vendas, Segmentação, Atitudes, Marketing Internacional, Cultura Organizacional e Comportamento do Consumidor.
Derli Luís Angnes, Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)
Derli Luís Angnes é Mestre em Administração pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC). MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). MBA em Planejamento e Gestão Estratégica. MBA em Gestão de Pessoas. Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Especialista em Gestão e Organização da Escola. Pós-graduando em MBA em Controladoria e Finanças. É Bacharel em Administração e Bacharel em Ciências Contábeis. Tecnólogo em Administração de Pequenas e Médias Empresas e Tecnólogo em Gestão de Marketing. Além disso, Técnico em Agropecuária e possui uma ampla qualificação profissional nas áreas de Eletricidade, Eletrônica, Mecânica, Automação Industrial e Gestão, totalizando aproximadamente 5.100 horas em cursos de extensão e qualificação profissional realizados em sua maioria em IES e no SENAI. Foi docente titular do Curso de Aprendizagem Industrial em Eletrônica (1.200h) e do Curso de Aprendizagem Industrial em Assistente Administrativo (800h) no SENAI de Santa Cruz do Sul (RS) de 1999 a 2012. Possui experiência técnica, de gestão e no desenvolvimento e na capacitação de pessoas.Também possui experiência no ensino superior, como professor em disciplinas de administração e na pesquisa científica em ciências administrativas. Também é autor de dois livros e de inúmeros artigos científicos em administração, gestão e turismo. Além de revisor técnico de revistas científicas em administração e turismo. Atualmente dedica-se ao estudo, leitura e aprimoramento do pensamento administrativo tendo como principal interesse a pesquisa em negócios e o estudo das áreas administrativas: Gestão de Pessoas/RH, Finanças/Contabilidade, Operações/Produção e Marketing. #ORCID: 0000-0002-3774-7656 [ https://orcid.org/0000-0002-3774-7656 ] 

Referências

ABENOZA, R. F.; CATS, O.; SUSILO, Y. O. Travel satisfaction with public transport: Determinants, user classes, regional disparities and their evolution. Transportation Research Part A: Policy and Practice, v. 95, p. 64-84, 2017.

ANDREASSEN, T. W.; LINDESTAD, B. Customer loyalty and complex services: The impact of corporate image on quality, customer satisfaction and loyalty for customers with varying degrees of service expertise. International Journal of Service Industry Management, v. 9, n. 1, p. 7-23, 1998.

ARAÚJO, L. A. D.; MAIA, M. A cidade, o dever constitucional de inclusão social e a acessibilidade. Revista de Direito da Cidade, v. 8, n. 1, p. 225-244, 2016.

BARCELOS, M. M. et al. Benchmarking com foco na satisfação dos usuários do transporte coletivo por ônibus. Transportes, v. 25, n. 3, p. 115-125, 2017a.

BARCELOS, M. M. et al. Inferindo a importância dos atributos do transporte coletivo a partir da satisfação dos usuários. Transportes, v. 25, n. 5, p. 36-48, 2017b.

BERRY, L. Revisiting big ideas in services marketing 30 years later. Journal of Services Marketing, v. 30, n. 1, p. 3-6, 2016.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 22 mai. 2016.

BRASIL. Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10257.htm>. Acesso em: 30 out. 2016.

BRASIL. Lei nº 12.587, de 3 de janeiro de 2012. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12587.htm>. Acesso em: 30 jul. 2016.

BRASIL. Lei Complementar nº 90, de 15 de setembro de 2015. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc90.htm>. Acesso em: 22 mai. 2016.

BRONS, M.; GIVONI, M.; RIETVELD, P. Access to railway stations and its potential in increasing rail use. Transportation Research Part A: Policy and Practice, v. 43, n. 2, p. 136-149, 2009.

CHARBATZADEH, F. et al. Determinants of satisfaction with campus transportation services. Implications for service quality. Journal of Transport and Supply Chain Management, v. 10, n. 1, p. 1-14, 2016.

COCCO, R. G.; MIRALLES-GUASCH, C. As manifestações pelo transporte público no Brasil: Uma leitura distinta a partir do caso da grande Florianópolis, Estado de Santa Catarina. Scripta Nova – Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales, v. 20, p. 527-551, 2016.

COOPER, D. R.; SCHINDLER, P. S. Métodos de pesquisa em administração. 12. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2016.

DE OÑA, J.; DE OÑA, R.; LÓPEZ, G. Transit service quality analysis using cluster analysis and decision trees: A step forward to personalized marketing in public transportation. Transportation, v. 43, n. 5, p. 725-747, 2016.

DÍAZ, L. D.; BERNABÉ, N. Q. Análisis del movimiento de pasajeros en la ruta 447 Morón-Ciego de Ávila. Journal of Transport Literature, v. 9, n. 4, p. 20-24, 2015.

EFTHYMIOU, D.; ANTONIOU, C. Understanding the effects of economic crisis on public transport users’ satisfaction and demand. Transport Policy, v. 53, n. C, p. 89-97, 2017.

ENDERS, T. W.; MENDES, N. M. M.; HESKETH, J. L. A pesquisa de percepções individuais aplicada às áreas de administração e planejamento: Conceitos, teoria e metodologia. Revista de Administração, v. 18, n. 1, p. 23-31, 1983.

EPSTEIN, B.; GIVONI, M. Analyzing the gap between the QOS demanded by PT users and QOS supplied by service operators. Transportation Research Part A: Policy and Practice, v. 94, n. C, p. 622-637, 2016.

FERRAZ, A. C. P.; TORRES, I. G. E. Transporte público urbano. São Paulo: Rima, 2004.

FILIPPINI, M.; KOLLER, M.; MASIERO, G. Competitive tendering versus performance-based negotiation in Swiss public transport. Policy and Practice, v. 82, n. 1, p. 158-168, 2015.

FIORIO, C. V.; FLORIO, M.; PERUCCA, G. User satisfaction and the organization of local public transport: Evidence from European cities. Transport Policy, n. 29, n. C, p. 209-218, 2013.

FLANAGAN, J. C. The critical incident technique. Psychological Bulletin, v. 51, n. 4, p. 327-358, 1954.

GIVONI, M.; RIETVELD, P. The access journey to the railway station and its role in passengers’ satisfaction with rail travel. Transport Policy, v. 14, n. 5, p. 357-365, 2007.

GRISÉ, E.; EL-GENEIDY, A. Evaluating the relationship between socially (dis) advantaged neighbourhoods and customer satisfaction of bus service in London, UK. Journal of Transport Geography, v. 58, n. 1, p. 166-175, 2017.

GUIRAO, B.; GARCÍA-PASTOR, A.; LÓPEZ-LAMBAS, M. E. The importance of service quality attributes in public transportation: Narrowing the gap between scientific research and practitioners’ needs. Transport Policy, v. 49, p. 68-77, 2016.

GUJARATI, D. Econometria Básica. 4. Ed. Rio de Janeiro: Campus, 2006.

HAIR, J. F. et al. Análise multivariada de dados. 6. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2009.

HENSHER, D. A.; HO, C.; MULLEY, C. Identifying preferences for public transport investments under a constrained budget. Transportation Research Part A: Policy and Practice, v. 72, n. C, p. 27-46, 2015.

HENSHER, D. A.; STOPHER, P.; BULLOCK, P. Service quality – developing a service quality index in the provision of commercial bus contracts. Transportation Research Part A: Policy and Practice, v. 37, n. 6, p. 499-517, 2003.

HERNANDEZ, S.; MONZON, A.; DE OÑA, R. Urban transport interchanges: A methodology for evaluating perceived quality. Transportation Research Part A: Policy and Practice, v. 84, n. C, p. 31-43, 2016.

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. 2017. Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/portal>. Acesso em: 25 mar. 2017.

ISLAM, M. R. et al. Bus service quality prediction and attribute ranking: A neural network approach. Public Transport, v. 8, n. 2, p. 295-313, 2016.

JAŚKIEWICZ, M.; BESTA, T. Heart and mind in public transport: Analysis of motives, satisfaction and psychological correlates of public transportation usage in the Gdańsk–Sopot – Gdynia Tricity Agglomeration in Poland. Transportation Research Part F: Traffic Psychology and Behaviour, v. 26, n. A, p. 92-101, 2014.

LAI, W. T.; CHEN, C. F. Behavioral intentions of public transit passengers – The roles of service quality, perceived value, satisfaction and involvement. Transport Policy, v. 18, n. 2, p. 318-325, 2011.

LIMA, K. R.; MOURA, L. R. C.; SOUKI, G. Q. A avaliação da qualidade de um sistema de metrô. Revista Inteligência Competitiva, v. 5, n. 3, p. 14-34, 2015.

LUBECK, R. M. et al. Qualidade no transporte coletivo urbano. FACEF Pesquisa, v. 14, n. 3, p. 264-277, 2011.

MALHOTRA, N. Pesquisa de Marketing: Uma orientação aplicada. 6. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

MICHAELIS. Dicionário da língua portuguesa. 2017. Disponível em: <http://michaelis.uol.com.br>. Acesso em: 01 fev. 2017.

MOUWEN, A. Drivers of customer satisfaction with public transport services. Transportation Research Part A: Policy and Practice, v. 78, n. C, p. 1-20, 2015.

MURÇA, M. C. R.; MÜLLER, C. Transporte coletivo urbano: uma análise de demanda para a cidade de Salvador. Journal of Transport Literature, v. 8, n. 1, p. 265-284, 2014.

OÑA, J. et al. Perceived service quality in bus transit service: A structural equation approach. Transport Policy, v. 29, n. set., p. 219-226, 2013.

PAIVA JUNIOR, H. Segmentação e modelagem comportamental de usuários dos serviços de transporte urbano brasileiros. 2006. Tese (Doutorado em Engenharia) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

RAHMAN, F. et al. Perceived service quality of paratransit in developing countries: A structural equation approach. Transportation Research Part A: Policy and Practice, v. 93, n. C, p. 23-38, 2016.

RODRIGUES, M. O. Avaliação do transporte coletivo da cidade de São Carlos. 2006. Dissertação (Mestrado em Engenharia). Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

SHAABAN, K.; KIM, I. The influence of bus service satisfaction on university students’ mode choice. Journal of Advanced Transportation, v. 50, n. 6, p. 935-948, 2016.

SHAN, S.; LI, C; YAO, W; SHI, J; REN, J. An empirical study on critical factors affecting employee satisfaction. Systems Research and Behavioral Science, v. 31, n. 3, p. 447–460, 2014.

THOMPSON, K.; SCHOFIELD, P. An investigation of the relationship between public transport performance and destination satisfaction. Journal of Transport Geography, v. 15, n. 2, p. 136-144, 2007.

TYRINOPOULOS, Y; ANTONIOU, C. Public transit user satisfaction: Variability and policy implications. Transport Policy, v. 15, n. 4, p. 260-272, 2008.

Publicado
2019-04-12
Seção
Artigos