SOBRE A POLÍTICA NA IDEOLOGIA ALEMÃ DE MARX E ENGELS

Vilson Aparecido da Mata

Resumo


Este artigo resulta de estudos realizados sobre a obra A Ideologia Alemã. O tema central é o duplo caráter da política e a metodologia foi o estudo teórico, tomando o próprio texto como objeto de análise. Esse texto assenta as bases para o Materialismo Histórico e Dialético, bases essas nunca mais abandonadas pelos autores. A estruturação do método materialista dialético, o debate com os contemporâneos mais representativos e a análise de um contexto indicativo de possíveis mudanças radicais na sociedade do século XIX encaminham temas importantes que não podem ser contornados e são, direta ou indiretamente, abordados. A política é um desses temas. Ora falando diretamente sobre ela, ora a colocando com algo subentendido à produção. É assim que o duplo caráter da política se expressa, ao mesmo tempo, como uma positividade, posto ser uma instância confirmadora do humano, construída historicamente a partir da atividade produtiva; e como uma negatividade, uma vez que assume o caráter de irracionalidade ao negar o humano. Como positividade, é ineliminável da vida: ao produzir a própria existência, o ser humano precisa organizar-se socialmente e a instância política é o instrumento para tal. Mas, como negatividade, naquilo que deveria efetivar o humano, a política o desefetiva e esse é o processo tal como ocorre na sociedade capitalista e sob o jugo do liberalismo burguês, objeto também da análise de Marx e Engels nessa obra. Deste modo, entende-se que o duplo caráter da política não pode ser eliminado, ou separado, mas sim que, na atual sociedade capitalista, esse duplo caráter permanece e se constitui em um paradoxo: por um lado, indispensável; por outro, desefetivador do humano.

Palavras-chave


Política; Ideologia; Materialismo Histórico e Dialético; Democracia

Texto completo:

PDF

Referências


CHAGAS, Eduardo F. A Crítica à Política em Marx. Revista Dialectus. Fortaleza: ano 2 nº 5, Ago-Dez. 2014, p. 64-80. Disponível em http://www.revistadialectus.ufc.br/index.php/RevistaDialectus/article/view/186/117.

GRAMSCI. Antonio. Os Intelectuais e a Organização da Cultura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

HARVEY, David. 17 Contradições e o Fim do Capitalismo. São Paulo: Boitempo, 2016.

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. Ideologia Alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

MARX, Karl. Manuscritos Econômico-Filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2009.

MATA, Vilson Aparecido da. Negatividade e Positividade da Política em Marx: A partir das Glosas Críticas Marginais. Revista Dialectus. Fortaleza: ano 2 nº 5, Ago-Dez. 2014, p. 80-96. Disponível em

http://www.revistadialectus.ufc.br/index.php/RevistaDialectus/article/view/176/118

MÉSZÁROS, István. O Poder da Ideologia. São Paulo: Boitempo, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2317-2010

Indexadores:


Portal de Periódicos da UFC

Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER

Sistema Regional de Información en Linea para Revistas Cientificas de America Latina, Caribe, España y Portugal - LATINDEX

CNEN Revista de Livre Acesso - LivRe

Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - CLASE

Elektronische Zeitschriftenbibliothek - EZ3

Information Matrix for the Analysis of Journals - MIAR

European Reference Index for the Humanities and Social Sciences - ERIHPLUS

Academic Resource Index – Research Bible

Sumários de Revistas Brasileiras – Sumários.org

Academic Keys Humanities - Professional and Technical Journals

OAJI.net – Open Academic Journals Index

Beluga

WorldCat OCLC

SIS – Scientific Indexing Services

InfoBase Index

Portal de Periódicos CAPES

Biblat - Bibliografía Latinoamericana

Diadorim