O PROBLEMA DA EDUCAÇÃO NA CONSTRUÇÃO DO ÚNICO EM MAX STIRNER

Renato Almeida de Oliveira, Sandro Soares Rodrigues

Resumo


Este estudo buscará investigar as condições de formação do Único, proposto por Max Stirner, a partir da educação. O problema relacionado à questão do indivíduo e à individualidade se tornou o ponto central do trabalho de Stirner, representando este, o radicalismo em torno do tema. Percebemos a necessidade dessa pesquisa a partir da lacuna que o autor deixou em sua obra magna O Único e sua propriedade (1844) em torno do indivíduo, naquilo que se refere as condições reais para sua efetivação. Encontramos na obra O falso princípio da Educação (1842), os pressupostos necessários para a construção do Único. Apresentaremos a crítica stirneriana aos modelos tradicionais de educação de seu tempo, assim como as perspectivas para sua superação a partir de uma nova concepção de educação que visa a autodeterminação do indivíduo, ultrapassando, desse modo, a educação servil ao Estado a qual, segundo nosso autor, aliena o homem de sua unicidade.

Palavras-chave


Max Stirner. Indivíduo. Único. Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


STIRNER, Max. O falso princípio da nossa educação. Tradução de Plínio Augusto Coêlho. São Paulo: Imaginário, 2001.

______. O único e a sua propriedade. Tradução de João Barrento. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da educação. 3. ed. ver. e ampl. São Paulo: Moderna, 2006.

BARRUÉ, Jean. Lendo o Único. In: COÊLHO, Plínio Augusto (Org.). Max Stirner e o anarquismo individualista. Tradução de Plínio Augusto Coêlho. São Paulo: Imaginário, 2003.

DÍAZ, Carlos. Uma filosofia radical do Eu. Tradução de Piero Anragano e Jorge E. Silva. São Paulo: Imaginário: Expressão e Arte, 2002.

FERRER, Christian. Max Stirner: autor de um Único livro. In: STIRNER, Max. O falso princípio da nossa educação. Tradução de Plínio Augusto Coêlho. São Paulo: Imaginário, 2001.

KASSICK, Clovis N. A filosofia do eu. Rio de janeiro: Achiamé, 2005.

LEVY, Albert. Stirner e Nietzsche. In: COÊLHO, Plínio Augusto (Org.). Stirner e Nietzsche. Tradução de Plínio Augusto Coêlho. São Paulo: Expressão e Arte: Imaginário, 2012.

SCHAFF, Adam. O marxismo e o indivíduo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967.

SOUZA, José Crisóstomo. A questão da individualidade: a crítica do humano e do social na polêmica Stirner-Marx. Campinas: Editora Unicamp, 1993.

TOMASSI, Tina. Breviario del pensamiento educativo libertário. Colombia: Outra Vuelta de Tuerca, 1988.

VAZ, Henrique Cláudio de Lima. Escritos de filosofia III: Cultura e Filosofia. São Paulo: Edições Loyola, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.30611/2018n12id33209

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2317-2010

Indexadores:


Portal de Periódicos da UFC

Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER

Sistema Regional de Información en Linea para Revistas Cientificas de America Latina, Caribe, España y Portugal - LATINDEX

CNEN Revista de Livre Acesso - LivRe

Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - CLASE

Elektronische Zeitschriftenbibliothek - EZ3

Information Matrix for the Analysis of Journals - MIAR

European Reference Index for the Humanities and Social Sciences - ERIHPLUS

Academic Resource Index – Research Bible

Sumários de Revistas Brasileiras – Sumários.org

Academic Keys Humanities - Professional and Technical Journals

OAJI.net – Open Academic Journals Index

Beluga

WorldCat OCLC

SIS – Scientific Indexing Services

InfoBase Index

Portal de Periódicos CAPES

Biblat - Bibliografía Latinoamericana

Diadorim