O VALOR DO TESTEMUNHO DE EXPERIÊNCIAS DE CONFLITO: AUTOBIOGRAFIA E DIÁRIO DE MILITANTES PARTIGIANE

Rafaela Souza Maldonado

Resumo


Este artigo pretende discutir acerca da escrita de teor testemunhal produzida a partir de experiências de conflito e em tempos de catástrofe tal como sugere Seligmann-Silva. Em seus estudos, o autor, que pesquisou especificamente o holocausto, argumenta sobre o valor do testemunho de quem sobreviveu a esses eventos. Para ele, um dos papéis do testemunho na literatura é atribuir valor à realidade histórica mesmo que o discurso narrativo seja fragmentado. Pensando nas possibilidades de discursos que compreendem as escritas de si, selecionamos duas obras de teor testemunhal de autoras que vivenciaram o estado de exceção na Itália durante a Segunda Guerra Mundial e foram ativas na Resistência italiana (1943-1945), organizando a luta partigiana. As autoras são Carla Capponi e Ada Gobetti, militantes do movimento partigiano.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrelaces - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFC

ISSN: 1980-4571

Qualis B2