A mediação da informação nas discussões sobre os fluxos informacionais

  • Elder Lopes Barboza Universidade Estadual Paulista (UNESP)
  • Oswaldo Francisco de Almeida Júnior Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Palavras-chave: Mediação da informação, Fluxo de informação, Pensamento complexo

Resumo

As discussões sobre a mediação da informação e os fluxos de informação precisam acontecer a partir da complexidade inerente ao contexto social contemporâneo, que exige um olhar amplo sobre os sistemas e ambientes. Diante disso, questiona-se quais as inter-relações entre mediação da informação e fluxos de informação para constituição de um pensamento complexo? Para isso, o estudo tem o objetivo investigar as possibilidades de contribuições a partir das inter-relações entre mediação da informação e os fluxos informacionais, visando a compreensão constitutiva do pensamento complexo. A metodologia utilizada foi bibliográfica, por meio da revisão de literatura, que trouxe, como resultados, as convergências e as complexidades da mediação da informação e dos fluxos de informação. Como conclusão, constata-se as provocações que a mediação da informação traz quando da superação de um olhar funcionalista e por vezes determinista do modelo vigente, e a preocupação com a apropriação da informação por parte dos sujeitos que se dá na relação com o mundo para a construção do conhecimento, colaborando para a discussão dos fluxos de informação.

Biografia do Autor

Elder Lopes Barboza, Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação. Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Oswaldo Francisco de Almeida Júnior, Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1999). Professor associado da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Professor titular do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Referências

ALMEIDA JÚNIOR, O. F. Mediação da informação: ampliando o conceito de disseminação. In: VALENTIM, M. L. P. Gestão da informação e do conhecimento. São Paulo: Polis: Cultura acadêmica, 2008. p. 41-54.

ALMEIDA JUNIOR, O. F. Mediação da informação: um conceito atualizado. In: BORTOLIN, S.; SANTOS NETO, J. A.; SILVA, R. J. (Org.). Mediação oral da informação e da leitura. Londrina: ABECIN, 2015. 278p. p.9-32.

AMEIDA JÚNIOR, O. F. Profissional da informação: entre o espírito e a produção. In: VALENTIM, M. L. P. Profissionais da informação: formação, perfil e atuação profissional. São Paulo: Polis, 2000. p. 31-51.

ARAÚJO, C A A. A ciência da informação como ciência social. Ciência da informação, Brasília, v. 32, n. 3, p. 21-27, 2003. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/985/1026>. Acesso em: 11 dez. 2017.

BAUER, R. Gestão da mudança: caos e complexidade nas organizações. São Paulo: Atlas, 2009.

BICALHO, L. M.; OLIVEIRA, M. Transdisciplinaridade nas Ciências: o lugar da Ciência da Informação. In: Encontro Brasileiro de Estudos da Complexidade (IEBEC), 2005, Curitiba. Anais... Curitiba, 2005.

BORKO, H. Information Science: What is it? American Documentation, v.19, n.1, p.3-5,. Jan. 1968.

BORTOLIN, S. A leitura e o prazer de estar na biblioteca escolar. In: SILVA, R. J.; BORTOLIN, S. (Org.). Fazeres cotidianos na biblioteca escolar. São Paulo: POLIS, 2006.

GOMES, H. F. Tendências de pesquisa sobre mediação, circulação e apropriação da informação no brasil: estudo em periódicos e anais dos ENANCIB (2008-2009). Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília, v.3, n.1, p.85-99, jan./dez. 2010. Disponível em: <http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/28/58>. Acesso em: 11 dez. 2017.

MORIN, E. Ciência com consciência. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

ORTEGA Y GASSET, J. El libro de las misiones. Madrid: Espasa-Calpe, 1976.

PINHEIRO, L.V.R. (Org.). Ciência da informação, ciências sociais e interdisciplinaridade. Brasília: IBICT, 1999. p.155-182.

POMBO, O. Interdisciplinaridade: ambições e limites. Lisboa: Antropos, 2004. 203 p.

SANTOS, B. de S. Um discurso sobre as ciências na transição para uma ciência pósmoderna. Estudos Avançados, São Paulo, v.2, n.2, p.46-71, 1988. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v2n2/v2n2a07.pdf>. Acesso 20 nov. 2017.

SARACEVIC, T. Interdisciplinarity nature of Information Science. Ciência da Informação, Brasília, v.24, n.1, p.36-41, 1995. Disponível em: <http://basessibi.c3sl.ufpr.br/brapci/_repositorio/2010/03/pdf_dd085d2c4b_0008887.pdf>. Acesso em: 20 nov. 2017.

SILVA, J. C. Percepções conceituais sobre mediação da informação. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 6, n. 1, p. 93-108, mar./ago. 2015. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/download/89731/96288. Acesso em: 10 dez. 2017.

TARGINO, M. G. A interdisciplinaridade da Ciência da Informação como área de pesquisa. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.5, n.1, p.12-17. jan./dez. 1995. Disponível em: <http://basessibi.c3sl.ufpr.br/brapci/v/a/7700>. Acesso em: 20 nov. 2017.

TAYLOR, R. S. Value-added processes in information systems. Norwood, NJ: Ablex Publishing, 1986.

VALENTIM, M. L. P. (Org.). Ambientes e fluxos de informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

VALENTIM, M. L. P. Ambientes e fluxos de informação em contextos empresariais: o caso do setor cárnico de Salamanca/Espanha. BJIS, Marília (SP), v.7, n. Especial, p.299-323, 1º. Sem. 2013. Disponível em: <http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/index>. Acesso em: 20 nov. 2017.

Publicado
2017-12-24
Como Citar
LOPES BARBOZA, E.; ALMEIDA JÚNIOR, O. F. DE. A mediação da informação nas discussões sobre os fluxos informacionais. Informação em Pauta, v. 2, n. 2, p. 55-73, 24 dez. 2017.