Arquitetura da informação no website Geledés: a mulher negra em foco

Ana Rafaela Sales de Araújo, Midinai Gomes Bezerra, Henry Poncio Cruz de Oliveira

Resumo


Este artigo aborda a Arquitetura da Informação como elemento potencializador de acesso, uso e recuperação da informação em ambientes digitais, que visa atender a todos os tipos de público. Diante do exposto, tem-se como objetivo examinar o website da organização social Geledés de acordo com os princípios propostos por Rosenfeld, Morville e Arango (2015). Como metodologia, adota-se a pesquisa bibliográfica sobre arquitetura da informação digital e seus pressupostos e, recorre-se à netnografia como forma de descrever profundamente o website da organização Geledés, campo empírico escolhido. Como resultados obtidos, aponta-se que a arquitetura do sítio geledes.org.br apresenta deficiências, sobretudo no sistema de rotulagem e busca. Como conclusão, considera-se substancial a aplicação das recomendações propostas nesta pesquisa para ampliar, facilitar e promover o acesso às informações de equidade de gênero, étnico-racial.


Palavras-chave


Arquitetura da Informação; Geledés (Organização); Sítios web

Texto completo:

PDF/A HTML

Referências


BENTES PINTO, Virgínia; CAVALCANTE, Lídia Eugênia. Pesquisa bibliográfica e documental: o fazer científico em construção. In: BENTES PINTO, Virgínia; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregório; CAVALCANTE, Lídia Eugênia (Org.). Aplicabilidades metodológicas em Ciência da Informação. Fortaleza: Edições UFC, 2015. p. 15-34.

DUARTE, Fabio. Arquitetura e tecnologias de informação: da Revolução Industrial à Revolução Digital. São Paulo: Annablume, 1999.

GEERTZ, Clifford. Uma descrição densa: por uma teoria interpretativa da cultura. In: ______. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 2008. p. 3-21.

GELEDÉS (Organização). Geledés – Missão Institucional. São Paulo, 2016. Não paginado. Disponível em: . Acesso em: 24 ago. 2017.

______. [Página inicial]. São Paulo, 2017. Não paginado. Disponível em: . Acesso em: 24 ago. 2017.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LYOTARD, Jean-François. O pós-moderno. Tradução: Ricardo Correia Barbosa. 4. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1993.

MOOERS, Calvin Northrup. Zatocoding applied to mechanical organization of knowledge. American Documentation, Washington, D.C., v. 2, n. 1, p. 20-32, 1951. Disponível em: . Acesso em: 30 ago. 2017.

NUNES, Jefferson Veras; ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de. A etnografia como ferramenta metodológica para a pesquisa de redes sociais na internet. In: BENTES PINTO, Virgínia; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregório; CAVALCANTE, Lídia Eugênia (Org.). Aplicabilidades metodológicas em Ciência da Informação. Fortaleza: Edições UFC, 2015. p. 49-71.

OLIVEIRA, Henry Poncio Cruz de. Afrodescendência, memória e tecnologia: uma aplicação do conceito de informação etnicorracial no projeto “a cor da cultura”. 2010. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2010.

OLIVEIRA, Henry Poncio Cruz de; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregório; BENTES PINTO, Virgínia. Arquitetura da informação pervasiva. São Paulo: Cultura acadêmica, 2015. Disponível em:

. Acesso em: 24 ago. 2017.

ROSENFELD, Louis; MORVILLE, Peter; ARANGO, Jorge. Information architecture for the Web and Beyond. 4th ed. Canadá: O’Reilly, 2015.

ROWLEY, Jennifer. A biblioteca eletrônica. 2. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2002.

SALES, Odete Máyra Mesquita; BENTES PINTO, Virgínia; SOUSA, Marckson Roberto Ferreira de. Arquitetura da informação: estudo e análise da base de dados Public Medical (PubMed). Biblios, Pittsburgh, n. 63, p. 1-12, 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 ago. 2017.

SARACEVIC, Tefko. Information Science: origin, evolution and relations. In: VAKKARI, Pertti; Cronin, Blaise (Ed.). Conceptions of Library and Information Science: historical, empirical and theoretical perspectives. Los Angeles: Taylor Graham, 1992. p. 5-27.

TEDD, Lucy A.; LARGE, J. Andrew. Digital libraries: principles and practice in a global environment. München: K. G. Saur, 2005.

VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregório; CUSIN, Cesar Augusto; CORRADI, Juliane Adne Mesa. Acessibilidade digital sob o prisma da Arquitetura da Informação. In: GUIMARÃES, José Augusto Chaves; FUJITA, Mariângela Spotti Lopes (Org.). Ensino e pesquisa em Biblioteconomia no Brasil: a emergência de um novo olhar. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2008. p. 173-184.

WURMAN, Richard Saul. Information architects. Zurich, Switzerland: Graphis Press Corp., 1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Informação em Pauta

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista filiada a:

 

Indexadores e diretórios:

<canvas id=