O vídeo como dispositivo na pesquisa com jovens estudantes: contorno(s) estético-ético-político(s)

Luciana Lobo Miranda, Mauro Michel El Khouri, Jose Alves de Souza Filho, Eveline Nogueira Pinheiro de Oliveira

Resumo


Este trabalho discute a atuação do vídeo como dispositivo de pesquisa. A partir dos resultados de pesquisa-intervenção realizada em duas escolas públicas de Fortaleza, analisam-se as implicações estéticas, éticas e políticas envolvidas no encontro entre jovens estudantes e a experiência audiovisual. Fundamenta-se em conceitos-ferramenta da Análise Institucional francesa, como implicação, restituição e analisador para conceber o estudo como um pesquisar com os jovens e com as escolas. A pesquisa contou com duas oficinas de produção de vídeo que tiveram como tema a relação juventude e mídia. Cinco vídeos foram produzidos, os quais foram exibidos e debatidos nas duas escolas com a presença dos realizadores, professores e gestores. O uso do vídeo atuou como dispositivo no processo de construção de dados potencializado como documento, disparador de debate, produtor de analisadores, objeto de estudo e enunciador de si. A pesquisa-intervenção visa à criação de dispositivos que promovam a análise de questões por parte do coletivo institucional. Dessa forma, ao discutir o uso do vídeo como dispositivo de pesquisa, busca-se pensá-lo como estratégia de intervenção que visa gerar acontecimentos, favorecendo a produção de novas formas de pensar e agir na relação mídia-educação.


Palavras-chave


Pesquisa-intervenção; juventude; mídia; escola; vídeo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

      

        

CNENlogo_livre2.png      ResearchBib      

    

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.