Protocolo de Manchester em pronto atendimento de hospital escola

Mayara Raphaela Morais Rezende, Flavia Falci Ercole, Selme Silqueira de Matos, Miguir Terezinha Vieccelli Donoso

Abstract


Objetivo: analisar o fluxo de direcionamento de pacientes triados pelo Protocolo de Manchester em pronto atendimento de hospital escola. Métodos: estudo retrospectivo, descritivo e documental, utilizando-se fichas referentes às triagens. Amostra composta de 364 fichas que foram analisadas por meio de estatística descritiva, utilizando-se frequências simples e relativa e medidas de tendência central. Resultados: as queixas mais frequentes dos pacientes atendidos foram as relacionadas ao sistema musculoesquelético (26,1%) e ao sistema gastrointestinal (15,1%). A maior demanda foi para clínica geral (47,5%). A classificação de risco mais frequente foi verde (78,3%). A maioria dos indivíduos estudados teve alta hospitalar (92,6%). Conclusão: os resultados sugerem que unidades de urgência e emergência estão sendo procuradas para solucionar problemas que poderiam ser resolvidos pelas unidades de atenção primária.

Keywords


Triagem; Emergência; Enfermeiras e Enfermeiros.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/rev%20rene.v17i6.18842

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


SciELO - Scientific Electronic Library OnlineResultado de imagem para Rede Iberoamericana de Editoração Científica em Enfermagem