Validação clínica dos fatores associados ao Estilo de vida sedentário em adolescentes

Nirla Gomes Guedes, Marcos Venícios de Oliveira Lopes, Viviane Martins da Silva, Lara Jales Rodrigues Farias, Leonardo Alexandrino da Silva, Cristina Costa Bessa

Resumo


Objetivo: validar clinicamente os fatores associados ao diagnóstico de enfermagem Estilo de vida sedentário em adolescentes. Métodos: estudo transversal, desenvolvido com 158 estudantes adolescentes. Aplicou-se o teste qui-quadrado para identificar a associação entre a presença de Estilo de vida sedentário e respectivos fatores associados. O nível de significância adotado foi p<0,05. Resultados: a prevalência de Estilo de vida sedentário foi de 68,3%. A presença dos fatores associados Conhecimento deficiente sobre os benefícios que a atividade física traz à saúde e/ou sobre as consequências do sedentarismo, Falta de recursos para a prática de exercício físico, Treinamento insuficiente para fazer exercício físico e Intolerância à atividade aumentou a probabilidade da presença de Estilo de vida sedentário (p<0,05). Conclusão: o diagnóstico de enfermagem Estilo de vida sedentário foi prevalente entre os adolescentes e existem fatores específicos que intensificam a probabilidade de desenvolvimento desse diagnóstico.

Palavras-chave


Diagnóstico de Enfermagem; Estilo de Vida Sedentário; Saúde do Adolescente.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.20192040395

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

Marca ABEC Completa