USO DE REDES NEURAIS AUTO-ORGANIZÁVEIS NA DETERMINAÇÃO DO CONHECIMENTO PROSÓDICO DE APRENDIZES BRASILEIROS DE INGLÊS

Autores

  • Ana Cristina Cunha da Silva

Resumo

Os mapas auto-organizáveis de Kohonen (Selforganizing maps - SOM) têm sido bastante úteis para a visualização de dados de alta dimensão por serem capazes de comprimir informações da entrada e ainda preservar relações geométricas importantes nos dados (KOHONEN, 1998; KOHONEN, 2001). A rede de Kohonen apresenta enormes vantagens para a análise de fenômenos linguísticos, entre elas a categorização do input de uma maneira não-supervisionada, o que é muito útil em vários níveis de categorização linguística. Essa rede neural foi utilizada para facilitar a visualização da formação de aprendizes por grau de similaridade no que se referia à transferência de acento de L1 para L2. A aplicação da rede SOM neste contexto foi inovadora. Os resultados das simulações evidenciaram a organização dos falantes em grupos bem definidos e apontam o uso dessa rede como ferramenta bem-sucedida no auxílio da determinação de nível de proficiência em língua estrangeira no futuro. Palavras-chave: Mapas auto-organizáveis. Acento. Língua inglesa. Nível de proficiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

CUNHA DA SILVA, Ana Cristina. USO DE REDES NEURAIS AUTO-ORGANIZÁVEIS NA DETERMINAÇÃO DO CONHECIMENTO PROSÓDICO DE APRENDIZES BRASILEIROS DE INGLÊS. Revista de Letras, [S. l.], v. 1, n. 30, 2016. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/revletras/article/view/2385. Acesso em: 18 maio. 2024.