CONSTRUÇÕES TAUTOLÓGICAS: TRADIÇÃO GRAMATICAL, LÓGICA E ARGUMENTAÇÃO*

Autores

  • Leosmar Aparecido da Silva
  • Márcia Teixeira Nogueira

Resumo

Considerando que a tautologia recebeu tratamentos distintos na tradição gramatical, na Lógica proposicional e na Retórica, este artigo tem o objetivo de discutir a respeito dos tratamentos da
tautologia em cada um desses domínios de estudo da linguagem e analisar dados que mostram o valor argumentativo dessas construções, confrontando-se com a ideia de que elas possuem vazio informativo. Uma gama de dados coletados da Internet por meio do programa computacional Web-BootCat revelou que a construção tautológica apresenta valores argumentativos na codificação de verdades amplamente aceitas e têm ampla produtividade em diferentes tipos de discurso. O valor argumentativo das construções equativas está no fato de o enunciador, por meio da tautologia, influenciar, persuadir e/ou convencer o interlocutor a aceitar a verdade da proposição como uma verdade que diz por si própria, sem precisar de demonstração. Este estudo coloca, portanto, em destaque a natureza funcional e dinâmica da língua, inclusive por meio de usos, muitas vezes, estigmatizados, tais como a tautologia.

Palavras-chave: Tautologia. Lógica, retórica e tradição gramatical. Valor argumentativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-03

Como Citar

SILVA, Leosmar Aparecido da; NOGUEIRA, Márcia Teixeira. CONSTRUÇÕES TAUTOLÓGICAS: TRADIÇÃO GRAMATICAL, LÓGICA E ARGUMENTAÇÃO*. Revista de Letras, [S. l.], v. 2, n. 37, p. 194–209, 2018. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/revletras/article/view/53049. Acesso em: 19 jul. 2024.