UMA RELAÇÃO ENTRE DÊIXIS E METADISCURSIVIDADE

  • Mônica Magalhães Cavalcante
  • Mayara Arruda Martins

Resumo

Neste trabalho, com o objetivo de examinar as relações entre a dêixis e as estratégias metadiscursivas de posicionamento e de engajamento que ela desempenha nos textos, pretendemos analisar os efeitos de sentido criados a partir da relação dêixis-metadiscursividade, considerando, principalmente, a condição enunciativa própria da dêixis. Quanto à dêixis, valemo-nos de autores como Bühler (1982[1934]), Benveniste (1988[1976]), Cavalcante (2000) e Ciulla (2002, 2008). Para esses autores, os dêiticos constituiriam elementos que indicariam o ponto de origem do locutor, a origo da situação enunciativa, a partir do qual a interação se dá. Sobre o metadiscurso, valemo-nos principalmente de Hyland (2005a, 2005b), em que temos a divisão entre o metadiscurso textual e o interacional, quer as marcas se refiram a porções mais cotextuais, quer se refiram a relações entre os interlocutores. Além disso, o autor apresenta diversos subníveis de posicionamento e de engajamento. Neste artigo, por um recorte metodológico, nos deteremos especificamente às marcas de automenção e aos pronomes de referência ao leitor, subtipos de posicionamento e engajamento, respectivamente, visto que se constituem a partir de marcas essencialmente dêiticas, como pronomes pessoais e pronomes possessivos. Demonstraremos tais marcas em piadas disponíveis no site “piadasnet.com”. Não escolhemos o texto por um critério temático ou de gênero, mas pelas ocorrências das formas dêiticas. Não atentamos para a quantidade de ocorrências ou casos, mas sim, aos efeitos de sentido que a relação dêixis-metadiscursividade pode exercer no texto para análise. Estamos pressupondo que o uso de formas dêiticas pode constituir diferentes marcas de metadiscursividade e, por essa razão, colabora para o direcionamento argumentativo que o locutor pretende dar ao texto, uma vez que as marcas de automenção e os pronomes de referência ao leitor são formados essencialmente por dêiticos pessoais e que, ao mesmo tempo, o uso desses dêiticos evidencia um caráter metadiscursivo na interação entre os interlocutores, que tanto se marcam quanto evocam seus interlocutores nas situações enunciativas. Cremos ainda que os tipos de dêixis podem ser utilizados como estratégias metadiscursivas e que, nesses usos, essas formas dêiticas colaboram para reforçar posicionamentos e para tentar influenciar o outro.

Palavras-chave: Dêixis. Metadiscursividade. Efeitos de sentido.

Publicado
2020-12-01
Como Citar
CAVALCANTE, M. M.; MARTINS, M. A. UMA RELAÇÃO ENTRE DÊIXIS E METADISCURSIVIDADE. Revista de Letras, v. 2, n. 39, 1 dez. 2020.

Artigos do(s) mesmo(s) autor(es) mais lidos