A especificidade da natureza humana em relação aos demais animais no pensamento aristotélico

  • Débora Mariz

Resumo

Este artigo analisa em que medida a natureza humana se distingue dos demais animais, tendo como referência as obras biológicas e a Ética de Aristóteles. Nosso fio condutor, nessa perspectiva, é o mecanismo psicofisiológico do agir dos animais. Compreendemos, a partir daí, que a natureza humana não é totalmente determinada e isto é a condição de possibilidade que faz com que o homem possa tornar-se excelente, cumprindo com o fim que lhe é próprio.

Palavras-chave: Natureza; Aristóteles; ação; ética; biologia.

Biografia do Autor

Débora Mariz

Doutoranda em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Publicado
2014-07-01
Edição
Seção
Varia