Vibrio spp . COMO PATÓGENOS NA CARCINICULTURA: ALTERNATIVAS DE CONTROLE

Rosa Helena Rebouças, Francisca Gleire Rodrigues de Menezes, Regine Helena Silva dos Fernandes Vieira, Oscarina Viana de Sousa

Resumo


A carcinicultura é uma atividade importante da agroindústria em várias partes do mundo e que sofre perdas significativas devido à ocorrência de doenças. Dentre os agentes patogênicos, as bactérias do gênero Vibrio têm destaque pelos elevados índices de mortalidade registrados. O emprego de antibióticos é a opção mais frequente no combate a essas enfermidades, entretanto seu uso não criterioso aumenta a pressão seletiva sobre estirpes bacterianas resistentes no ambiente aquático, o que resulta em risco ambiental e para a saúde de animais e humanos. Novas tecnologias vêm sendo desenvolvidas no combate de doenças nos ambientes de cultivo de organismos aquáticos prevenindo assim, perdas econômicas. Esforços vêm sendo aplicados para a compreensão dos processos infecciosos e rotas de invasão das estirpes de Vibrio em camarões cultivados a fim de estabelecer melhores técnicas de combate aos patógenos. Procedimentos de biossegurança nos cultivos devem ser desenvolvidos integrando conceitos de saúde, nutrição, genética e qualidade ambiental para um efetivo controle e combate de enfermidades. Este trabalho de revisão tem como objetivo traçar um perfil sobre esse novo panorama que se desenha na atividade da carcinicultura e as alternativas no combate às vibrioses.

Palavras-chave


biossegurança, carcinicultura, vibriose, patógeno

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Arquivos de Ciências do Mar

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.