ANÁLISE DA VOLATILIDADE DO ÍNDICE BOVESPA: UM ESTUDO EMPÍRICO UTILIZANDO MODELOS DA CLASSE ARCH

  • Luiz Eduardo Gaio
  • Gabriel Rodrigo Gomes Pessanha
  • Denis Renato de Oliveira
  • Leiziane Neves de Ázara
Palavras-chave: Volatilidade, índice Bovespa, modelos ARCH, Mercado de Capitais, Econometria.

Resumo

A utilização de estudos sobre volatilidade comoinstrumento de orientação de investimentos e classificaçãode riscos tem sido uma estratégia muito utilizadano mercado de capitais. Este artigo faz uma análiseempírica da volatilidade dos retornos do índiceBovespa por meio de modelos da classe ARCH. Osresultados empíricos sugerem fortes sinais de persistênciae assimetria da volatilidade dos retornos da série.Além disso, todos os modelos da classe ARCH estimadostiveram um bom desempenho, destacando omodelo EGARCH (1,1), gaussiano, apresentando omelhor ajuste considerando os critérios de qualidade.Os resultados sugerem, também, a diversificação dacarteira de investimentos como um importante instrumentoda administração do risco e de suas operaçõescomerciais, uma vez que, os choques negativos epositivos têm impactos diferenciados sobre avolatilidade dos retornos.

Biografia do Autor

Luiz Eduardo Gaio
Graduando em Administração pela Universidade Federalde Lavras, Bolsista PET/SESU e Pesquisador peloGrupo de Estudos em Finanças Empresariais.
Gabriel Rodrigo Gomes Pessanha
Graduando em Administração pela Universidade Federal de Lavras e Bolsista CNPq
Denis Renato de Oliveira
Mestrando em Administração de Organizações pela FEA-RP/USP
Leiziane Neves de Ázara
Bacharel em Administração pela Universidade Federal de Lavras
Publicado
2008-01-01
Seção
Artigos