Currículo mundial e ensino de contabilidade: estudo comparativo da matriz curricular de ciências contábeis em instituições de ensino superior brasileiras e francesas

  • Daniel Kouloukoui UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
  • Antonio Carlos Ribeiro da Silva UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
  • José Ronaldo Bezerra Gabriel UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
  • Jacilene Oliveira Gonzaga Andrade UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
Palavras-chave: Educação superior em Contabilidade, Currículo Mundial, Matrizes curriculares, Instituições de ensino superior brasileiras e francesas

Resumo

Este trabalho teve como objetivo analisar e comparar as matrizes curriculares dos cursos de Ciências Contábeis das instituições de ensino superior (IES) da França e do Brasil em relação ao Currículo Mundial (CM), proposto pelo ISAR, grupo de trabalho da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD). Para alcançá-lo, realizou-se uma pesquisa exploratória baseada na análise documental de informações dos cursos de graduação em Ciências Contábeis de 10 universidades francesas e 10 brasileiras. Após a organização e classificação dos dados, realizou-se um estudo descritivo para verificar as similaridades entre os currículos dos cursos e o CM. Dentre outros achados, os resultados revelaram que 72% das IES francesas e 61% das brasileiras possuem matrizes curriculares correlatas ao CM. Concluiu-se que, de forma geral, as matrizes curriculares das universidades dos dois países estão próximas do CM.

Biografia do Autor

Daniel Kouloukoui, UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
Mestre em contabilidade pela Universidade Federal da Bahia
Antonio Carlos Ribeiro da Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
Doutorado em Desenvolvimento Curricular pela Universidade do Minho - Portugal. Atualmente é Presidente (Gestão 2013/2016) e Professor da Fundação Visconde de Cairu, Professor Adjunto da Universidade Federal da Bahia.
José Ronaldo Bezerra Gabriel, UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
Mestrando em ciências contábeis pela UFBA

Referências

BONK, Curtis Jay; SMITH, G. Stevenson. Alternative instructional strategies for creative and critical thinking in the accounting curriculum. Journal of Accounting Education, v. 16, n. 2, p. 261-293, 1998.

CALHOUN, C.; WALSH, M. UNFs Accounting Curriculum versus the United Nationss Global Curriculum and the ACCA Curriculum: A Comparison. Accounting & Business, 2000.

CAVALCANTE, Danival Sousa et al. Adequação dos currículos dos cursos de Contabilidade das universidades federais brasileiras ao Currículo Mundial de Contabilidade e o desempenho no Enade. Pensar Contábil, v. 13, n. 50, 2011.

CZESNAT, Aline Oliveira; CUNHA, Jacqueline Veneroso Alves da; DOMINGUES, Maria José Carvalho de Souza. Análise comparativa entre os currículos dos cursos de Ciências Contábeis das universidades do estado de santa Catarina listadas pelo MEC e o Currículo Mundial proposto pela ONU/UNCTAD/ISAR. Gestão & Regionalidade, v. 25, n. 75, 2009.

ERFURTH, Alfredo Ernesto; DOMINGUES, Maria José Carvalho de Souza. Currículo Mundial e o ensino de Contabilidade: estudo dos cursos de graduação em Ciências Contábeis em instituições de ensino superior brasileiras e argentinas. Contexto, v. 13, n. 23, p. 47-60, 2013.

FRANCO, Hilário. A Contabilidade na Era da Globalização. São Paulo: Atlas, 1999.

GIL, ANTONIO CARLOS. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

HENDRIKSEN, E. S.; BREDA, Van M. Teoria da Contabilidade. Tradução de Antônio Zoratto Sanvicente. (1. ed.) 11º reimpr. São Paulo: Atlas 2014.

HOPWOOD, Anthony G. On trying to study accounting in the contexts in which it operates. Accounting, organizations and society, v. 8, n. 2-3, p. 287-305, 1983.

LEITE, C. E. B. A Evolução das Ciências Contábeis no Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

LEITE, J. S. J. Normas contábeis internacionais: uma visão para o futuro. Cadernos da Faceca, n. 1, p. 51-65, Campinas, janeiro/ junho 2002.

MARTINS, E. Normas internacionais x brasileiras: transformando a história contábil. Revista ANEFAC, São Paulo, n. 96, jun 2004.

MEYER, John W.; SCOTT, W. Richard. The organization of societal sectors: propositions and early evidence. The new institutionalism in organizational analysis, p. 108-140, 1991.

MULATINHO, C. E. S. Educação contábil: um estudo comparativo das grades curriculares e da percepção dos docentes dos cursos de graduação das universidades federais da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, referentes ao Programa Mundial de Estudos em Contabilidade proposto pelo ISAR/UNCTAD/ONU. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Universidade de Brasília, da Universidade Federal da Paraíba, da Universidade Federal de Pernambuco e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Recife, PE, Brasil 2007.

NIYAMA, J. K. Contabilidade internacional. 1. ed. 5. reimpr. São Paulo: Atlas 2008.

RICCIO, E. L.; SAKATA, M. C. G. Evidências da globalização na educação contábil: estudo das grades curriculares dos cursos de graduação em universidades brasileiras e portuguesas. Revista Contabilidade & Finanças, 15(35), 35-44 2004.

RIZVI, Fazal et al. Difference, globalisation and the internationalisation of curriculum. The Australian Universities’ Review, v. 41, n. 2, p. 7, 1998.

RIPOLL, V.; ROSA, L. La formación del profesional de contabilidad frente a las necesidades del mercado: comparación del caso brasileño, español y portugués. Revista del Instituto Internacional de Costos, p. 1-22, 2010.

SANTOS, Alexandre Corrêa; DOMINGUES, Maria José Carvalho de Souza; RIBEIRO, Maria José. Nível de Similaridade das Matrizes Curriculares dos Cursos de Ciências Contábeis das Instituições Paranaenses Listadas no MEC, Ao Currículo Mundial. Registro Contábil, v. 4, n. 3, p. 105-127, 2013.

SEGANTINI, Giovanna Tonetto et al. Uma análise crítica entre os currículos dos cursos de Ciências Contábeis nos países do Mercosul e o proposto pela ONU/UNCTAD/ISAR. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 1, n. 1, p. 85-98, 2013.

SHIXIU, Z. Como a China considera e participa da globalização. 2008. Disponível em <http://www.redem.buap.mx/word/2001zhou.doc>. Acesso em: 01 nov. 2014.

TCHEOU, H. Avaliação do ensino de Contabilidade nos cursos de administração de empresas na cidade de São Paulo. 2002. Dissertação (Mestrado em Controladoria e Contabilidade Estratégica) – Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo, Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, São Paulo, 2002.

UNCTAD (United Nations Conference On Trade And Development). Guideline for a global accounting curriculum and other qualification requirements. Genebra: 1999. Disponível em: <http://unctad.org/en/Docs/c2isard5.en.pdf>. Acesso em: 05 out. 2017.

UNCTAD (United Nations Conference On Trade And Development). Revised Model Accounting Curriculum (MC). Genebra: 2003. Disponível em: <http://unctad.org/en/Docs/c2isar21_en.pdf>. Acesso em: 05 out. 2017.

Publicado
2017-10-02
Como Citar
Kouloukoui, D., Ribeiro da Silva, A. C., Bezerra Gabriel, J. R., & Gonzaga Andrade, J. O. (2017). Currículo mundial e ensino de contabilidade: estudo comparativo da matriz curricular de ciências contábeis em instituições de ensino superior brasileiras e francesas. Contextus – Revista Contemporânea De Economia E Gestão, 15(1), 62-83. https://doi.org/10.19094/contextus.v15i1.876
Seção
Artigos