APRESENTAÇÃO

É com satisfação que publicamos o número temático da revista eletrônica do Geppele intitulado “Estudos em língua espanhola: língua, literatura e ensino”. A partir dele, além de promovermos o intercâmbio de pesquisas, no âmbito do hispanismo brasileiro, mais especificamente nas áreas de língua, literatura e ensino, estamos consolidando um periódico no nordeste brasileiro.

Compõem esta edição oito artigos de autoria de alunos e professores da Universidade Federal do Ceará. O primeiro artigo, de autoria de Ricardo Freire da Silva e Valdecy de Oliveira Pontes, apresenta uma análise, a partir do foco socioestilístico, das formas pronominais de tratamento “tú”, “vos” e “usted” em duas obras teatrais chilenas do início do século XX, com Isabel Sandoval, Modas (1915) de Armando Moock, autor chileno mais representativo da criação teatral e Camino de Flores (1929) de Antonio Acevedo Hernández, considerado o pai do teatro social chileno.

O segundo artigo, de autoria de Layanna Kelly de Sousa Vasconcelos Pereira e Sara de Paula Lima, pretende estabelecer uma reflexão sobre a análise, a avaliação e a seleção de livros didáticos de língua estrangeira, em especial os de língua espanhola, e destacar a importância de realizar essa etapa durante o processo de seleção do livro didático de forma adequada, apresentando critérios bem definidos.

O terceiro artigo, de autoria de Antonia de Jesus Sales, visa elaborar uma agenda de pesquisas realizadas sobre o uso das tecnologias na educação básica, a fim de investigar os tópicos, as áreas mais significativas na referida discussão. Para isto, recorre à busca, coleta de dados, a fim de fazer um mapeamento dos trabalhos publicados em periódicos, buscando depreender os temas mais candentes, nas pesquisas, no âmbito do escopo considerado. Os resultados apontam para uma preocupação constante no que concerne à formação docente, no campo das tecnologias e no uso de softwares na educação.

O quarto artigo, de autoria de Lilian Sanders de Oliveira Sousa e Valdecy de Oliveira Pontes, é fruto de uma análise sociolinguística dos pretéritos simples e compostos em português e espanhol na “Gramática Contrastiva del Español para Brasileños”, publicada pela Sociedad General Española de Librería S.A. em 2012. Os resultados demonstram que, ainda que proponha um enfoque comunicativo, a gramática desconsidera questões referentes à variação linguística, tais como o contexto comunicativo, as mudanças linguísticas e suas motivações.

O quinto artigo, de autoria de Nathália Cardoso Maciel e Maria Valdênia Falcão do Nascimento, objetivo relatar a experiencia das autoras, durante a regência de língua espanhola em uma escola pública de Fortaleza e, a partir do que foi vivenciado, refletir mais especificamente sobre o uso de textos relacionados ao âmbito artístico e a afetividade como estratégias de ensino de espanhol como língua estrangeira. As autoras discutem como o uso dessas estratégias pode influenciar não só na dimensão intelectual, como também na dimensão afetiva do processo de aprendizagem.

O sexto artigo, de autoria de Ismael da Costa Campos e Beatriz Furtado Alencar Lima, traz uma reflexão sobre o estágio de ensino nos cursos de formação de professores, com seus desdobramentos de abordagem em pontos como: a significação do estágio para os professores em formação, o papel do orientador na construção da identidade docente, a formação de professores na universidade, dificuldades encontradas no estágio e na formação acadêmica.

O sétimo capítulo, de autoria de Germana da Cruz Pereira e Leidiane Nogueira Peixoto, apresenta uma proposta didática, no âmbito do ensino médio, para a aprendizagem do fenômeno linguístico conhecido como “voseo”, considerando o gênero textual anúncio publicitário e, ainda, os estudos descritivo-analíticos realizados sobre o “voseo”, na zona linguística do rio da prata.

Por último, o oitavo artigo, de autoria de Maria Celça Ferreira dos Santos e Cícero Anastácio Araújo de Miranda, expõe uma reflexão sobre a importância da leitura crítica para o uso responsável das tecnologias, propondo a abordagem do tema fake news nas aulas de língua española. Na proposição de atividades, os autores sugerem a verificação de notícias, baseada em eixos e estratégias explicitadas na pesquisa, realizando, por fim, a título de ilustração, a análise de uma notícia falsa, envolvendo o Papa Francisco.

À guisa de conclusão, almejamos que a leitura dos artigos deste dossiê temático contribua para a discussão sobre as questões explicitadas pelos autores em relação ao estudo da língua espanhola, considerando as suas especificidades e as múltiplas perspectivas das áreas de análise linguística, literatura e ensino.

 

 

A Comissão Organizadora

 

Prof. Dr. Valdecy de Oliveira Pontes (UFC)

Profa. Dra. Maria Valdênia Falcão do Nascimento (UFC)

Profa. Dra. Kátia Cilene David da Silva (UFC)