Readmissão precoce em hospital público de alta complexidade em cardiologia

Hermínia Ricci, Mara Nogueira de Araújo, Sérgio Henrique Simonetti

Abstract


Objetivo: avaliar a readmissão precoce de pacientes em hospital público de alta complexidade em cardiologia. Métodos: estudo descritivo, documental e retrospectivo, realizado em instituição pública hospitalar. Resultados: dos 9.218 pacientes internados, em 2012, 729 foram readmitidos, destes, 47,9% reinternaram dentro de 30 dias após a alta hospitalar, sendo 61% homens, idade média de 57 anos, tendo o principal diagnóstico médico de doenças cardíacas (insuficiência cardíaca, tratamento de síndrome coronariana aguda, entre outros) na admissão (44,7%) e na readmissão (45,8%). A maioria foi readmitida pela mesma razão médica que motivou a primeira hospitalização. Conclusão: em consideração ao perfil da população admitida e readmitida na instituição, acredita-se que a taxa de readmissões se deve, principalmente, ao perfil dos pacientes, ponderando a alta prevalência de doenças crônicas não transmissíveis, e doença arterial coronariana considerada inabordável para tratamento percutâneo ou cirúrgico na admissão.

Keywords


Readmissão do Paciente; Enfermagem; Hospitalização; Tempo de Internação.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/rev%20rene.v17i6.18835

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


SciELO - Scientific Electronic Library OnlineResultado de imagem para Rede Iberoamericana de Editoração Científica em Enfermagem