Interações medicamentosas induzidas pelo aprazamento e os erros no preparo de antibacterianos

Francisco Gilberto Fernandes Pereira, Geórgia Alcântara Alencar Melo, Nelson Miguel Galindo Neto, Rhanna Emanuela Fontenele Lima de Carvalho, Eugenié Desireé Rabelo Néri, Joselany Áfio Caetano

Resumo


Objetivo: identificar as interações medicamentosas induzidas pelo aprazamento e os erros no preparo de antibacterianos administrados. Métodos: estudo observacional e transversal, realizado em clínicas médicas de hospital da rede sentinela. A coleta de dados ocorreu por meio da observação das prescrições e do preparo de 265 doses de antibacterianos com a utilização de um check-list. Resultados: prevaleceu a administração da Piperaciclina e Tazobactan, com 51 doses. O aprazamento de horário dos antibacterianos com outro medicamento ocorreu prevalentemente no período matutino, destacando-se interações com anticoagulantes injetáveis e entre antimicrobianos de classes diferentes, e se associou com a não disponibilização no setor de orientações impressas acerca dos cuidados com a administração do medicamento (p=0,003). O principal erro encontrado foi o de dose (32,5%). Conclusão: o aprazamento de antibacterianos em setor de clínica médica pode potencializar possíveis interações medicamentosas e os erros de dose são identificados na administração dos medicamentos.

Palavras-chave


Antibacterianos; Erros de Medicação; Unidades Hospitalares; Interações de Medicamentos; Enfermagem Médico-Cirúrgica.

Texto completo:

PDF (English) PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

 Marca ABEC CompletaResultado de imagem para Rede Iberoamericana de Editoração Científica em Enfermagem