Conforto de cuidadores formais e informais de pacientes em cuidados paliativos na atenção primária à saúde

Silmara Meneguin, Rafaela Ribeiro, Maria de Lourdes Silva Marques Ferreira

Abstract


Objetivo: analisar o conforto de cuidadores formais e informais de pacientes em cuidados paliativos, identificando as variáveis associadas às dificuldades de cuidado no domicílio.Métodos: estudo transversal, realizado com 50 cuidadores de pacientes em cuidados paliativos, atendidos pela Estratégia Saúde da Família, utilizando o General Comfort Questionnaire. Resultados: a maioria dos cuidadores era mulher (86,0%), idade média de 52 anos, com companheiros (68,0%) e praticantes de alguma religião (72,0%). Os escores de conforto oscilaram entre 202 e 263, com mediana de 235. Constatou-se relação inversa entre os escores do General Comfort Questionnaire e o cuidador relatar ter alguma dificuldade no cuidado prestado aos pacientes em cuidados paliativos (OR=0,90; IC 95,0% 0,81-1,01).Conclusão: o nível de conforto dos cuidadores de pacientes em cuidados paliativos foi relativamente bom e esteve associado às dificuldades de cuidado no domicílio.

Keywords


Atenção Primária à Saúde; Cuidadores; Cuidados Paliativos; Enfermagem.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/rev%20rene.v17i6.6498

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


SciELO - Scientific Electronic Library OnlineResultado de imagem para Rede Iberoamericana de Editoração Científica em Enfermagem