A POLÍTICA DAS PROFISSÕES JURÍDICAS: AUTONOMIA EM RELAÇÃO AO MERCADO, AO ESTADO E AO CLIENTE

  • Maria da Glória Bonelli UFSCar
  • Fabiana Luci de Oliveira UFSCar

Resumo

O artigo localiza a profissionalização no mundo do direito, aborcando as especificidades que as carreiras de ministro do STF, procurador de justiça e delegado de polícia apresentam quanto ao aspecto da consolidação da ideologia do profissionalismo, comparando-as às experiências da advocacia e da magistratura, que foram as que primeiro orientaram-se pelo princípio profissional, tendo alcançado um alto grau de consolidação dessa ideologia. A discussão se dá em torno das relações e dos embates entre a lógica da profissão, do mercado, da burocracia e da política no processo de construção e organização dessas carreiras.

Biografia do Autor

Maria da Glória Bonelli, UFSCar
Professora do Departamento de Ciências Sociais da UFSCa
Fabiana Luci de Oliveira, UFSCar
Professora do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar

Referências

ADORNO, Sergio. (1988), Os Aprendizes do Poder. RJ: Paz e Terra.

BONELLI, Maria da Glória. (2002), Profissionalismo e Política no Mundo do Direito. São Carlos: Ed. UFSCar/Sumaré.

___ (2003), "Perfil Social e de Carreira dos Delegados de Polícia", in Delegados de Polícia, Maria Tereza Sadek (org.), SP: Sumaré.

BOURDIEU, Pierre. (1989), O Poder Simbólico, Lisboa: Difel.

CARVALHO, José Murilo. (1996), A construção da ordem: A elite política imperial., Teatro de sombras: A política imperial, RJ: Editora UFRJ / Relume Dumará.

FREIDSON, Eliot. (2001), Professionalism: the third logic. Cambridge: Polity Press.

__ (1996), O Renascimento do Profissionalismo, SP: Edusp

GRAHAM, Richard. (1997), Clientelismo e Política no Brasil do Século XIX. RJ: Ed. UFRJ.

HALLIDAY, Terence. 1999a. The Politics of Lawyers: An Emerging Agenda. Law and Social Inquiry. 24, 1007-1011.

___ 1999b. Politics and civic Professionalism: legal elites and cause lawyers. Law and Social Inquiry. 24, 1013-1060.

HALLIDAY, Terence e KARPIK, Lucien. (1997), Lawyers and the Rise of Western Political Liberalism. Oxford: Claredon Press.

KFOURI FILHO, Abrahão José. (1991), "A polícia civil e sua institucionalização" in A polícia civil à luz do Direito, (org.) Bismael B. Moraes. SP, Revista dos Tribunais.

KOERNER, Andrei. (1998) judiciário e cidadania na constituição da república brasileira. SP: Departamento de Ciência Política da USP / Editora Hucitec.

OLIVEIRA, Fabiana Luci. (2002). A identidade profissional dos ministros do STF no processo de redemocratização 0979-1999). SP, São Carlos, UFSCar, Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, dissertação de mestrado.

SADEK, Maria Tereza (org.) (2003). Delegados de Polícia, Maria Tereza Sadek (org.), SP: Sumaré

SADEK, Maria Tereza (1995), O judiciário em debate, SP: IDESP, Sumaré

SCHWARTZ, Stuart. (1979), Burocracia e sociedade no Brasil colonial. SP: Editora Perspectiva.

STRAUSS, Anselm. (1999), Espelhos e Máscaras. SP: Edusp.

VIEIRA, Oscar Vilhena (2003), O Supremo Tribunal Federal - jurisprudência Política. SP: Malheiros.

WERNECK VIANNA, Luiz, Maria Alice Rezende Carvalho, Manuel Palacios Cunha Meio e Marcelo Baumann Burgos. 1999. A Judicialização da política e das relações sociais no Brasil. RJ: Ed. Revan / IUPERJ

Publicado
2018-10-29