MATADORES DE GENTE: TRAJETÓRIA DA PISTOLAGEM

  • Peregrina Fátima Capelo Cavalcante Universidade Federal do Ceará (UFC)

Resumo

Este artigo apresenta a trajetória de uma pesquisa de campo sobre a prática da pistolagem na Região
Jaguaribana, localizada no sertão do Estado do Ceará. O processo histórico cearense é apresentado como pano de fundo, destacando atores que se movem num cenário repleto de representações sócias, gramáticas
discursivas, perfazendo assim, a cartografia dos tipos de pistolagem e pistoleiros encontrados na atividade
investigativa da elaboração etnográfica.

Biografia do Autor

Peregrina Fátima Capelo Cavalcante, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Doutora em Sociologia e professora do Departamento de Ciências Sociais da UFC.

Referências

BALANDIER, Georges. A Desordem: elogio do movimento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1997.

BOURDIEU, Pierre. A Economia das Trocas Simbólicas, São Paulo: Perspectiva, 1982.

GEERTZ, Clifford. Interpretação das Culturas, Rio de Janeiro: Ed. Guanabara, 1989.

LISPECTOR, Clarice. Entrevista Jornal do Brasil, 13 de Maio, 1972.

MACEDO, Joaryvar. Império do Bacamarte, (uma abordagem sobre o coronelismo no Cariri Cearense), Fortaleza: Casa José de Alencar, 1990.

Publicado
2018-11-21