O ECOSSISTEMA LINGUÍSTICO CATALÃO E OS DISCURSOS CONTRÁRIOS À REVITALIZAÇÃO

Autores

  • Pere Comellas-Casanova

Resumo

A revitalização de uma língua minorizada no quadro de Estados de tradição e vocação unitarista provoca discursos reativos contrários. É o caso da Espanha e as línguas que, nas últimas décadas, iniciaram um processo revitalizador, como o catalão. O texto pretende apresentar algumas das principais linhas discursivas contrárias à revitalização e mostrar que, com frequência, são ideologias diversófobas, isto é, que consideram a diversidade linguística como um problema, e também hierarquizadoras, no sentido de que afirmam a superioridade de certas línguas. Uma perspetiva
ecolinguística situa-se no polo contrário: é diversófila e igualitarista.

Palavras-chave: Revitalização. Catalão. Ideologias linguísticas. Preconceitos linguísticos.
Ecolinguística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-03

Como Citar

COMELLAS-CASANOVA, Pere. O ECOSSISTEMA LINGUÍSTICO CATALÃO E OS DISCURSOS CONTRÁRIOS À REVITALIZAÇÃO. Revista de Letras, [S. l.], v. 2, n. 37, p. 24–41, 2018. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/revletras/article/view/48347. Acesso em: 24 jul. 2024.