Ação, pluralidade e política em Hannah Arendt

  • Ricardo George de Araújo Silva

Resumo

O presente texto sobre ação, pluralidade e política em Hannah Arendt tem a pre- tensão de ser uma exposição desses conceitos no que concerne uma compre- ensão do pensamento de Hannah Arendt. Assim, o objetivo maior é apresentar a categoria da ação e sua vinculação com a pluralidade e o espaço público em uma demarcação que traz à tona a compreensão singular de Arendt sobre a ação como condição política e não como instrumento, o que se vincularia a violência. Nosso argumento está focado na obra “A condição humana” e elegemos como metodo- logia a análise bibliográfica já consagrada na pesquisa filosófica.

Palavras-chave: Ação. Espaço público. Pluralidade. Hannah Arendt.

Biografia do Autor

Ricardo George de Araújo Silva

Doutorando em Filosofia – UFC. Mestre em Filosofia – UFC. Professor Assistente da Universidade Estadual Vale do Acaraú- Sobral/CE. Coordenador do Laboratório de Estudos da Política – LEPOL/ UVA e do Grupo de Estudos em Política, Educação e Ética – GEPEDE/UVA/CNPQ. Membro dos GTs Ética e Cidadania e Filosofia política contemporânea, ambos da Anpof.

Referências

ARENDT. Hannah. A condição Humana. Tradução de Roberto Raposo. Revisão téc- nica de Adriano Correia. Rio de Janeiro. Ed. Forense Universitária, 2014.

______. Entre o passado e o Futuro. Trad. Mauro W. Barbosa et al. São Paulo. Ed. Perspectiva. 2001.

______. Responsabilidade e Julgamento. Trad. Rosaura Eichenberg. Ed. Cia. das Letras, São Paulo. Ed. Perspectiva. 2004.

DUARTE. André. O pensamento a sombra da ruptura: política e filosofia em Hannah Arendt. São Paulo. Ed. Paz e Terra. 2000.

FRANSCISCO. M.F.S. “Hannah Arendt e o herói homérico”. Cadernos de Ética e Filosofia Política. n.11, p. 97-117, 2/2007.

FILHO. José dos Santos. Quem sou ‘eu’ para julgar? Implicações morais no pensa- mento político de Hannah Arendt. In: Organização de Odílio Alves Aguiar et. al. O Futuro entre o passado e o presente. 5o ENCONTRO HANNAH ARENDT. Editora IFBE. Passo Fundo – RS. 2012.

______. Entre a promessa e o perdão: o problema da ação no pensamento de Arendt. Revista Reflexões, ano, 5. n. 8 de jan.-jun. 2016. Disponível em: 2016.

NETO. Rodrigo Ribeiro Alves. Alienações do mundo: uma interpretação da obra de Hannah Arendt. São Paulo: Ed. Loyola. 2009.

LEVI, Primo. Os afogados e os sobreviventes: os delitos, os castigos, as penas, as impunidades. Trad. Luiz Sérgio Henriques. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra, 2016.

SILVA. Ricardo G. A; MAIA. Antônio G. B. Política e Religião em Hannah Arendt a imagem do inferno. Revista Reflexões, ano, 5. n. 8, jan.-jun. 2016. Disponível em: 2016.

TAMINIAUX. Jacques. Time and Inner Conflits of the Mind. In: Joke HERMESEN & DANA VILA (Eds.). The judge and the Spectator – Hannah Arend’s political Philosophy. Leuven: Peetrs, 1999.

XARÃO, Francisco. Política e liberdade em Hannah Arendt. Ijuí/Rio Grande do Sul: Ed. UNIJUÍ, 2000.

Publicado
2018-04-30
Edição
Seção
Dossiê Ética e Cidadania