• REVISTA DE LETRAS
    v. 2 n. 38 (2019)

    Essa Edição Temática da Revista de Letras tem por objetivo proporcionar um espaço de diálogo entre pesquisadores que se interessam em estudar a língua sob a perspectiva funcionalista. O Paradigma Funcionalista caracteriza-se por investigar a língua em uso, buscando compreender como os aspectos cognitivos e comunicativos envolvidos na comunicação humana determinam a organização e o funcionamento das unidades linguísticas. Para esse paradigma, a língua é vista como um instrumento de interação social, e a expressão linguística serve de mediação, pois suas funções decorrem do contexto de interação verbal e dos propósitos comunicativos de seus usuários. Longe de ser um sistema isolado, a língua é o resultado das escolhas pragmáticas e contextuais centradas no uso, operadas por falantes reais em situações reais de comunicação. Os artigos reunidos nessa Edição Temática devem contribuir, portanto, com a descrição e análise de dados reais de uso da língua a partir do aparato teórico-metodológico funcionalista.

  • REVISTA DE LETRAS
    v. 1 n. 38 (2019)

    O Ensino da Literatura constitui um desafio que sempre se atualiza ao longo da História. Já entre os gregos e romanos, o assunto se bifurcou entre Retórica e Poética, ramos que disputaram o prestígio de quantos se dedicaram às Letras até o advento do Iluminismo. Nos dois últimos séculos, a complexificação da sociedade repercutiu em demandas tanto da sociedade burguesa, quando o Ensino da Literatura se estendeu a uma camada mais ampla da população, como daquelas deflagradas pela ascensão da classe trabalhadora, na Revolução de Outubro centenária, com a universalização do usufruto do patrimônio literário.
    O que se percebe é que o Ensino da Literatura reflete os valores do tempo histórico em que se insere. Exemplo disso é a transição que se deu entre as crestomatias que extrapolaram os limites do século XIX, marcadamente moralistas, e o conceito de letramento literário, das últimas décadas do século XX, que resulta de toda uma revolução de conceitos linguísticos e psicopedagógicos, mas não só, já que toda uma articulação epistemológica se faz necessária a uma cultura pedagógica que dê conta da Literatura como objeto de conhecimento, de criação e de fruição. 
    Na expectativa de produções sincronizadas com a pesquisa contemporânea sobre o Ensino da Literatura, a atual edição da Revista de Letras convoca autoras e autores a apresentarem trabalhos que envolvam questões como a fruição do texto literário, o letramento literário, a acessibilidade, o papel da biblioteca escolar, a adequação do livro didático, a importância dos suportes que põem o texto literário em circulação, a relação entre o discurso literário e as diversas artes e formas de conhecimento, a memória e identidade, a representação da infância e da adolescência, as questões relacionadas à Literatura Infantil, ao gênero, às minorias étnicas e à diversidade cultural diatópica e diacrônica, com ênfase para as contribuições culturais formadoras da multifacetada cultura brasileira, como a ameríndia, a africana e a ibérica, agregadas ou não sob a lusofonia, a recepção do cânone e as questões ideológicas inerentes às escolhas da práxis pedagógica. 
    Que o resultado dessas contribuições venham a constituir um documento que, permitindo aquilatar os esforços de pesquisa de nosso tempo sobre o Ensino da Literatura, traga não apenas soluções, mas sobretudo desafios como legado às próximas gerações.

  • REVISTA DE LETRAS
    v. 2 n. 37 (2018)
  • REVISTA DE LETRAS
    v. 1 n. 37 (2018)
  • REVISTA DE LETRAS
    v. 2 n. 36 (2017)
  • REVISTA DE LETRAS
    v. 1 n. 36 (2017)
  • REVISTA DE LETRAS V. 1, N, 35 (2016)
    v. 1 n. 35 (2016)
    O presente número da Revista de Letras da UFC contempla a produção científica de docentes de sete diferentes Instituições de Ensino Superior, seis do Brasil e um de uma universidade do exterior. São oito artigos que abordam questões de Linguística, Tradução e Literatura, em diferentes abordagens.
  • REVISTA DE LETRAS V. 2, N, 34 (2015)
    v. 2 n. 34 (2015)
    Este número da Revista de Letras da UFC apresenta artigos originalmente apresentados no I Simpósio de Linguística Textual, realizado em novembro de 2015. O evento partiu de uma iniciativa do Protexto – Grupo de Pesquisa em Linguística, criado em 2001, composto por docentes e discentes da Universidade Federal do Ceará, da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira e de outras instituições de ensino superior do país. O grupo, vinculado à linha de pesquisa intitulada Práticas Discursivas e Estratégias de Textualização, do Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFC, desenvolve pesquisas com foco em referenciação, intertextualidade e argumentação. Esses temas são estudados em correlação com as noções de texto, discurso e gênero do discurso.
  • REVISTA DE LETRAS V. 1, N, 31 (2012)
    v. 1 n. 31 (2012)
    Esta edição da Revista de Letras, da Universidade Federal do Ceará, reúne artigos com resultados de pesquisas desenvolvidas nas áreas de investigação relacionadas à Linguística de Texto, Análise do Discurso e Aquisição da Linguagem. São trabalhos de professores de várias instituições do país, cujos nomes já são conhecidos no cenário nacional pelo trabalho sério e dedicado às pesquisas, mas também estudos de pesquisadores recém-ingressos no meio acadêmico, cujas pesquisas se revelam importantes e necessárias ao desenvolvimento da ciência da linguagem.
1-25 de 47