Percepções de mães acerca da qualidade de vida de crianças com hidrocefalia

Carliane Evangelista Buriti Torres, Adria Marcela Vieira Ferreira, Leidiane Minervina Moraes de Sabino, Mariana Cavalcante Martins, Francisca Amanda Martins Couto, Viviane Mamede Vasconcelos Cavalcante

Resumo


Objetivo: compreender as percepções de mães acerca da qualidade de vida de crianças com hidrocefalia. Métodos: pesquisa qualitativa, realizada com doze mães de crianças com hidrocefalia, em um hospital público pediátrico. Dados coletados a partir de entrevistas semiestruturadas e realizada análise de conteúdo. Resultados: de acordo com as mães, as crianças com hidrocefalia possuíam déficit motor considerável, porém algumas conseguiam desempenhar essa função adequadamente. O estado emocional não apresentou alteração importante; e com relação ao desempenho escolar, a maioria não estudava ou não conseguia acompanhar o ritmo de aprendizado das demais, contudo, mantinham bom relacionamento interpessoal. Conclusão: as crianças com hidrocefalia apresentaram déficit nos desenvolvimentos motor, educacional e emocional, porém sem prejuízos no relacionamento interpessoal, de acordo com as percepções maternas.

Palavras-chave


Hidrocefalia; Qualidade de Vida; Criança.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

 Marca ABEC Completa