Habilidades de recém-nascidos prematuros para início da alimentação oral

Sara Emanuelle Alves Cavalcante, Samara Isabela Maia de Oliveira, Rhuama Karenina Costa e Silva, Carolina Pereira da Cunha Sousa, Jéssica Valeska Herculano Lima, Nilba Lima de Souza

Resumo


Objetivo: identificar as evidências científicas acerca das habilidades de recém-nascidos prematuros, em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, para início da alimentação oral. Métodos: revisão integrativa, realizada nas bases de dados Scopus, Cinahl, Medline, Lilacs, Science Direct e Web of Science, de forma não controlada e sem recorte temporal, utilizando os descritores: Recém-Nascido Prematuro/Premature, Infant; Comportamento Alimentar/Feeding Behavior e Aleitamento Materno/Breast Feeding, cruzando-os com o operador AND. Critérios de inclusão: disponíveis na íntegra, em português, inglês e espanhol, sem limitação de ano; e os de exclusão: artigos que não responderam à questão de pesquisa, repetidos e provenientes de outras fontes científicas. Resultados: as produções científicas revelaram que a estimulação sensório-motora-oral, sucção não nutritiva e avaliação de parâmetros hemodinâmicos favorecem a transição sonda-oral para o aleitamento materno. Conclusão: foram identificadas evidências que comprovam que o uso da estimulação e o desenvolvimento das habilidades facilitam, em menor tempo, o início da alimentação oral.


Palavras-chave


Recém-Nascido Prematuro; Comportamento Alimentar; Aleitamento Materno; Enfermagem Neonatal.

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.20181932956

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

 Marca ABEC Completa