Qualidade da atenção aos idosos: risco de lesão por pressão como condição marcadora

Palavras-chave: Qualidade da Assistência à Saúde; Atenção Primária à Saúde; Saúde do Idoso; Lesão por Pressão.

Resumo

Objetivo: analisar a qualidade dos cuidados prestados na atenção primária à saúde aos idosos frágeis com risco para lesão por pressão. Métodos: estudo de caso múltiplo. Participaram da pesquisa 16 idosos e seu cuidador familiar e dez profissionais de saúde. Resultados: entre as não conformidades estão a inexistência do rastreamento do grau de fragilidade e avaliação multidimensional dos idosos; a ausência de avaliação de risco de lesão por pressão; a escassez de recursos materiais, humanos; a falta de apoio aos cuidadores familiares; a demora no atendimento das necessidades de dispositivos para mobilização; o deficit de conhecimento por parte dos profissionais e cuidadores. Conclusão: o estudo concluiu que a condição marcadora é uma ferramenta que avalia o percurso do cuidado e, em se tratando do idoso frágil com risco para lesão por pressão, as fragilidades vão desde o conhecimento profissional até práticas sistemáticas que incluam a rede de cuidados. 

Referências

Edsberg LE, Black JM, Goldberg M, McNichol L, Moore L, Sieggreen M. Revised national pressure ulcer advisor panel pressure injury stating system. J Wound Ostomy Continence Nurs. 2016; 43(6):585-97. doi: http://dx.doi.org/10.1097/WON.0000000000000281

Ministério da Saúde (BR). Protocolo para prevenção de úlcera por pressão [Internet]. 2013 [citado 2018 dez 12]. Disponível em: https://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/publicacoes/item/ulcera-por-pressao

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à saúde. Departamento de Atenção Hospitalar e de Urgência. Segurança do paciente no domicílio. Brasília: Ministério da Saúde; 2016.

Caldini LN, Araújo TM, Frota NM, Barros LM, Silva LA, Caetano JA. Evaluation of educational technology on pressure injury based on assistance quality indicators. Rev Rene. 2018; 19:e32695. doi: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.20181932695

Paranhos WY, Santos VLCG. Avaliação do risco para úlceras de pressão por meio da Escala de Braden na língua portuguesa. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 1999 [citado 2019 jan. 18]; 33(Esp.):191-206. Disponível em: http://www.ee.usp.br/reeusp/upload/pdF/799.pdF

The Joint Commission. Topic library item: Facts about tracer methodology [Internet]. 2016 [cited Nov 20, 2018]. Avaliable from: https://www.jointcommission.org/facts_about_the_tracer_methodology/

Kessner DM. Evaluación de la calidad de la salud por el método de los procesos trazadores. In: White KL. Investigaciones sobre servicios de salud: una antología. Washington DC: Organización Panamericana de la Salud; 1992. p.555-63.

Yin RK. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre. São Paulo: Bookman; 2015.

Secretaria de Estado da Saúde do Paraná. Superintendência de Atenção à Saúde. Linha guia da saúde do idoso [Internet]. 2017 [citado 2019 jan. 14]. Disponível em: http://www.saude.pr.gov.br/arquivos/File/linhaguia_idoso.pdf

Maia FOM, Duarte YAO, Secoli SR, Santos JLF, Lebrão ML. Cross-cultural adaptation of the Vulnerable Elders Survey-13 (VES-13): helping in the identification of vulnerable older people. Rev Esc Enferm USP. 2012; 46(Esp):116-22. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000700017

Moraes EM, Carmo JA, Moraes FL, Azevedo RS, Machado CJ, Montilla DER. Functional Vulnerability Index-20 (IVCF-20): rapid recognition of frail older adults. Rev Saúde Pública. 2016; 50:81. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1518-8787.2016050006963

Nogueira PC, Godoy S, Mendes IAC, Roza DL. Knowledge on pressure ulcer prevention among caregivers of spinal cord injury patients. Aquichan. 2015; 15(2):188-99. doi: http://dx.doi.org/10.5294/aqui.2015.15.2.3

Malta DC, Santos MAS, Stopa SR, Vieira JEB, Melo EA, Reis AAC. Family Health Strategy Coverage in Brazil, according to the National Health Survey, 2013. Ciênc Saúde Coletiva. 2016; 21(2):327-38. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015212.23602015

Paula CC, Silva CB, Nazário EG, Ferreira T, Schimith MD Padoin SMM. Factors Interfering with the Atribute Longitudinalit in the Primary Health Care: an Integrative Review. Rev Bras Enferm. 2017; 70(1):199-208. doi: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v17i4.31084

Palhoni AR, Penna CMM. Health care in the constitution of health needs for users of the family health strategy. Cienc Cuid Saúde 2017; 16(4). doi: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v16i4.40371

Santos FC, Costa EA, Aleluia IRS, Pinto EPP. Situational diagnosis of physical rehabilitation in the SUS of Salvador-Ba. Rev Ciênc Méd Biol. 2018; 17(2). doi: http://dx.doi.org/10.9771/cmbio.v17i2.26318

Soares CF, Heidemann ITSB. Health promotion and prevention of pressure injury: expectations of primary health care nurses. Texto Contexto Enferm. 2018; 27(2):e1630016. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0104-070720180001630016

Marques ADB, Branco JGO, Cavalcante RC, Brito MCC, Deus SRM, Luz MHBA. Knowledge of family health professionals about pressure ulcer. Rev Estima. 2017; 15(2):63-73. doi: http://dx.doi.org/10.5327/Z1806-3144201700020002

Publicado
2019-04-10
Seção
Artigos de Pesquisa