Teorias de enfermagem na formação e na prática profissional: percepção de pós-graduandos de enfermagem

Maria de Fátima Garcia Lopes Merino, Paloma Luana de Azevedo Ramos da Silva, Maria Dalva de Barros de Carvalho, Sandra Marisa Pelloso, Vanessa Denardi Antoniassi Baldissera, Ieda Harumi Higarashi

Resumo


Objetivo: analisar a percepção de pós-graduandos acerca das teorias de enfermagem na formação e na prática profissional. Métodos: pesquisa qualitativa, com 22 alunos matriculados na disciplina Fundamentos Teóricos do Cuidado em Enfermagem de um curso de pós-graduação em enfermagem. Resultados: evidenciaram-se a carência do ensino das teorias de enfermagem na graduação e a necessidade de inserção deste objeto de estudo nos currículos dos cursos, uma vez que elas sustentam e norteiam as ações do enfermeiro, respaldando a relação entre teoria e prática. As teorias conferiram pensamento científico e agregaram valor ao fazer profissional, assegurando qualidade e reconhecimento à profissão. Conclusão: o contato com as teorias na graduação é limitado, e a retomada da temática na pós-graduação é apontada como oportuna. Na percepção dos pós-graduandos, o conhecimento das teorias de enfermagem permite ao profissional extrair sua essência, fortalecer cientificamente sua prática e, assim, reconhecê-las como norteadoras do trabalho.


Palavras-chave


Educação Superior; Educação de Pós-Graduação em Enfermagem; Teoria de Enfermagem; Pesquisa em Educação de Enfermagem.

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.2018193363

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

 Marca ABEC Completa