A INFLUÊNCIA DO MODELO DE GESTÃO DE POLÍCIA COMUNITÁRIANA DEMOCRATIZAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR DO ESPÍRITO SANTO, NA CIDADE DE VITÓRIA, ENTRE 1994 E 2006

  • Gelson Lozer Pimentel
  • Ricardo Roberto Behr
Palavras-chave: Polícia Comunitária. Polícia Cidadã. Participação. Democratização da Polícia. Políticas públicas de Segurança.

Resumo

A segurança pública é um tema amplamente debatido pelaimprensa. Muitos países gastam enorme quantidade de tempoe dinheiro pensando numa maneira eficaz de reduzir a criminalidade.Este artigo tem como objetivo apresentar umaalternativa de gestão policial militar, denominada policiamentocomunitário-interativo, que integre policiais e cidadãos,que vai de encontro ao modelo tradicional de policiamento,fruto de uma polícia guerreira, patrimonialista e sectária, característicasessas presentes desde a gênese das polícias. Paratanto, apresentam-se as diferenças de gestão entre a políciacomunitária-interativa e a polícia tradicional. Na metodologia,foram aplicadas entrevistas semiestruturadas em profundidadecom praças, oficiais e lideranças comunitárias que vivenciaramas mudanças no modelo de policiamento ostensivo emVitória, no período de 1994-2006. Conclui-se que a PMESfoi interativa até o final do século XX; entretanto, depoisdisso, ela retrocedeu ao mo-delo de gestão tradicional.

Biografia do Autor

Gelson Lozer Pimentel
Mestre Administração pela UFES, Bacharel em Administração pela UFES e Capitão da PMES, atualmente lotado na Diretoria de Ensino da PMES, como subchefe da Divisão de Ensino da PMES
Ricardo Roberto Behr
Doutor em Engenharia de Produção pela UFSC, Pós-Doutor em Administração pela UFMG, Professor do Departamento de Administração e do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGAdm) da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
Publicado
2008-01-01
Seção
Artigos