Redes sociais digitais como ferramenta no processo de ensino-aprendizagem interdisciplinar:

usando o Facebook no ensino técnico integrado ao médio.

  • Danila Cristiane Marques Sanches Dockhorn Instituto Federal do Paraná - IFPR
  • Júlio César da Silva Universidade do Constestado - UNC , Programa de Programa de Mestrado Profissional em Administração (PMPA)
  • Maria José Carvalho de Souza Domingues Fundação Universidade Regional de Blumenau, Centro de Ciências Socias Aplicadas, Programa de Pós Graduação Em Administração.
Palavras-chave: Ensino por multimeios. Atividades de ensino-aprendizagem. Educação Profissional Integrada.

Resumo

As redes sociais têm ocupado espaço cada vez maior nas atividades de jovens. O sucesso do Facebook é devido em grande parte pela possibilidade de aproximação entre as pessoas e a facilidade de uso. É um tema pertinente para a escola, como utilizar as redes sociais, especialmente o Facebook, para auxiliar no processo de ensino-aprendizagem. Portanto, este trabalho tem por objetivo analisar o uso de um grupo no Facebook para apoiar o processo de ensino-aprendizagem em uma escola de ensino médio integrado ao técnico profissional. A pesquisa foi realizada com 24 estudantes e um professor da matéria Projeto de Integrador I na classe do 1º ano do Curso Técnico em Vestuário. Caracteriza-se como um estudo de caso. A base do trabalho é o uso de depoimentos e análises de posts na página do grupo na rede social. Realizou-se a análise qualitativa, empregando o uso de técnicas de análise de conteúdo e a utilização de nuvem de tags com o auxílio do aplicativo Wordle para análise de dados. Como resultados destacam-se: o uso do Facebook é avaliado como uma importante ferramenta de colaboração entre alunos e professores. A autoria dos alunos também é destaque, assim como o dinamismo na interação entre os alunos. Bem como uma ferramenta para melhorar a relação da classe, para permitir a construção de um ambiente colaborativo e ao mesmo tempo crítico.

Biografia do Autor

Danila Cristiane Marques Sanches Dockhorn, Instituto Federal do Paraná - IFPR

Mestre em Administração pela Universidade Regional de Blumenau - FURB. Especialista em Moda e Gestão pelo SENAI Londrina, Bacharel em Moda pela Universidade Estadual de Maringá. Professora Ensino, Básico Técnico e Tecnológico no Instituto Federal do Paraná, Campus Goioerê no curso de Técnico em Produção de Moda. Coordenação do Projeto de Extensão CriaDança e dos projetos de ensino Fotografia Criativa e Desenho digital em software livre. Coordenadora do tcc do curso em técnico em Produção de moda. Membro do Núcleo de Arte e Cultura.

Júlio César da Silva, Universidade do Constestado - UNC , Programa de Programa de Mestrado Profissional em Administração (PMPA)

Doutor em Ciências Contábeis e Administração-FURB (2015). Mestre em Engenharia de Produção -UFSC (2003) e Graduado em Administração-FERJ (1997). Docente e Pesquisador do Programa de Mestrado Profissional em Administração (PMPA) da Universidade do Contestado (UNC). Atua como Consultor empresarial e voluntário de entidades empresariais e culturais. Atua na docência com foco em Estratégias, Inovação, Marketing e Teorias das Organizações. Diretor da Cervejaria Maestro Ltda. Lecionou como professor colaborador no Mestrado em Administração PPGAd-FURB, como atividade do Pós-Doutorado. Foi professor visitante do Instituto Tecnológico y de Estudios Superiores de Monterrey-México e professor de Pós-Graduação da École des Mines - Saint Etienne- France Intituto Heliopolis e UNERJ.

Maria José Carvalho de Souza Domingues, Fundação Universidade Regional de Blumenau, Centro de Ciências Socias Aplicadas, Programa de Pós Graduação Em Administração.

Maria José Carvalho de Souza Domingues possui graduação em Ciências da Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (1986), mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (1991) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003). É professora titular da Universidade Regional de Blumenau/FURB, no Departamento de Administração . Tem experiência na gestão universitária tendo atuado como Diretora do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Pró-Reitora de Ensino Médio, Graduação e Profissionalizante e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Regional de Blumenau/FURB. Nos Programas de Pós-Graduação em Administração e de Ciências Contábeis ministra disciplinas e desenvolve pesquisas relacionadas a gestão universitária e a tecnologias no ensino. (Texto informado pelo autor)

Referências

ALMEIDA, Ana Maria. A autoria e a colaboração na aprendizagem da matemática por meio do recurso pedagógico do facebook. Diálogos Educacionais em Revista, v. 5, n. 1, p. 28-47, 2014.
BONA, Rafael José; BRONNEMAN, Márcia Regina; MARANTE, Gabriel; DOMINGUES, Maria José Carvalho de Souza. Transmídia como ferramenta educacional na área de Moda: relatos interdisciplinares acerca da produção de fashion films. Revista GEMInIS, São Carlos, UFSCar, v. 10, n. 3, p. 121-137, set./dez., 2019.
BRANDTZAEG, Petter Bae; HEIM, Jan. Initial context, user and social requirements for the Citizen Media applications: Participation and motivations in off- and online communities. Citizen Media Project ,2007.
COSTA, Ana Maria Simões Netto, & FERREIRA, André Luiz Andrejew. Novas possibilidades metodológicas para o ensino-aprendizagem mediados pelas redes sociais twitter e facebook. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 3, n. 2, p. 136-147,2013.
DOTTA, Sílvia. Uso de uma mídia social como ambiente virtual de aprendizagem. In: Anais do Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, nov. 2011.
EDUCAUSE. 7 Things You Should Know About Facebook II, 2007. < http://net.educause.edu/ir/library/pdf/ELI7025.pdf > Acesso em 01 de novembro de 2014.
GABRIEL, Martha. SEM e SEO: Dominando o Marketing de busca. São Paulo: Novatec, 2009.
GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. In: Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2010.
LEMOS, André; LÉVY, Pierre. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo: Paulus, 2010.
LÉVY, Pierre. A máquina universo: criação, cognição e cultura informática. Porto Alegre: Artmed, 1998.
LÉVY, Pierre. O que é virtual. Rio de Janeiro: Editora Trinta e Quatro, 2011.
LIMA, Luciana; VELAZQUEZ, Francisco; CORDEIROS, Gisele; HAGUENAUER, Cristian. Narrativa transmídia na eduação: experiência da Educoteca nas escolas públicas da cidade do Rio de Janeiro.Revista EducaOnline, v. 9, n. 3, p. 1-15, set./dez., 2015.
MARTÍN-MORENO, Cerrilo Quintina. Aprendizaje colaborativo y redes de conocimiento. Libro de actas de las IX Jornadas Andaluzas de Organización y Dirección de Instituciones Educativas. Granada: Grupo Editorial Universitario, 2004, p. 55-70.
MENLO PARK, Calif., Facebook, Inc. (Nasdaq: FB) today reported financial results for the quarter ended March 31,2020. 29 de abril, 2020, PRNewwire. < https://investor.fb.com/investor-news/press-release-details/2020/Facebook-Reports-First-Quarter-2020-Results/default.aspx> Acesso em 23 de julho de 2020,
MINHOTO, Paula; MEIRINHOS, Manuel. As redes sociais na promoção da aprendizagem colaborativa: um estudo no ensino secundário. Educação, Formação & Tecnologias, p. 25-34, nov. 2011
PANTELI, Niki. Virtual Social Networks: Mediated, Massive and Multiplayer Sites, Palgrave-Macmillan. Hampshire, UK, 2009.
PATRÍCIO, Maria Raquel; GONÇALVES, Vitor. Facebook: rede social educativa? In: I Encontro Internacional TIC e Educação. Lisboa: Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, p. 593-598, 2010.
PETTENATI, Mariachiara; RANIERI, Maria. Informal learning theories and tools to support knowledge management in distributed CoPs. In Innovative Approaches for Learning and Knowledge Sharing, EC-TEL. Workshop Proceeding, 2006.
QUINTANILHA, Luiz Fernando. Inovação pedagógica universitária mediada pelo Facebook e YouTube: uma experiência de ensino-aprendizagem direcionado à geração-Z. Educar em Revista, n. 65, p.249-263, jul./set. 2017
RAUPP, Daniele; EICHLER, Marcelo Leandro. A rede social Facebook e suas aplicações no ensino de química. RENOTE, v. 10, n. 1, 2012.
RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 2a ed. São Paulo: Atlas, 1989.
SANTAELLA, Lucia. Comunicação ubíqua: repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus, 2013.
SELWYN, Neil. Schooling the Mobile Generation: The future for schools in the mobilenetworked society. British Journal of Sociology of Education, v. 24, n. 2, p. 131-144, 2003.
SOCIALBAKERS. Facebook statistics directory, (2014). < http://www.socialbakers.com/statistics/facebook> Acesso em 01 de dezembro de 2014.
SODRÉ, Muniz. Reinventando a Cultura: a comunicação e seus produtos. Petrópolis: Vozes, 1996.
VERMELHO, Sônia Cristina; VELHO, Ana Paula Machado. As pesquisas sobre redes sociais digitais no Brasil: Análise do período de 2001 a 2012. Hipertextus Revista Digital v. 15, out. 2016.
WAISELFISZ, Júlio Jacobo. Lápis, borracha e teclado: tecnologia da informação na educação – Brasil e América Latina. Brasília: RITLA, Instituto Sangari, MEC, 2007.
Publicado
2020-12-20
Como Citar
DOCKHORN, D. C. M. S.; SILVA, J. C. DA; DOMINGUES, M. J. C. DE S. Redes sociais digitais como ferramenta no processo de ensino-aprendizagem interdisciplinar:. Revista Labor, v. 2, n. 24, p. 204-227, 20 dez. 2020.
Seção
Dossiê