O MODELO ECONÔMICO BRASILEIRO ATUAL E O IMPACTO NA FORMAÇÃO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

  • Jesus Garcia Pascual Universidade Federal do Ceará (UFC)

Resumo

O artigo discute questões relevantes em relação aos efeitos que o modelo econômico brasileiro atual imprime no desenvolvimento psicológico dos estudantes universitários: descrença no presente e medo do futuro. Conhecer o impacto que as medidas econômicas adotadas pelo Governo têm sobre o processo de formação torna-se uma questão imperiosa para os educadores que trabalham no Ensino Superior. A partir de dados empíricos, algumas reflexões inerentes à tarefa docente são formuladas.

Biografia do Autor

Jesus Garcia Pascual, Universidade Federal do Ceará (UFC)
Professor do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará, doutorando em Educação.

Referências

BARDI , L. Análise de conteúdos. Lisboa: Edições Jô, 1977.

BRONFENBRE NER, U. A ecologia do desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

CARVALHO, A. O Brasil Real dos anos 90: o desafio da Questão Social. Artigo apresentado no VII Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia, Brasília, set/97.

DURHAM, E.R. A política para o Ensino Superior Brasileiro ante o desafio do novo milênio. Em: CATANI,

A. Novas perspectivas nas políticas de educação superior na América Latina. Campinas: Autores Associados, 1998, 9-27.

FLAVELL, J.; MILLER, P. & MILLER, S. Desenvolvimento cognitivo. Porto Alegre: Artemed, 1999.

FREITAG, B. Escola, estado e sociedade. São Paulo Moraes, 1980.

SCHWARZMA ,S. O ensino Superior no Brasil: busca de alternativas. Revista Educação Brasileira vol. 18,37, 1996, 11- 44.

Publicado
2018-10-29