PROVINHA BRASIL E SUAS POSSIBILIDADES NO PLANEJAMENTO DOCENTE: REFLEXÕES DE PROFESSORES DE UMA ESCOLA PÚBLICA MUNICIPAL DA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ

Maria Josélia Zanlorenzi, Elisane Daló Tibes Tibes

Resumo


O presente artigo trata-se de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), desenvolvido no Curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Centro-Oeste UNICENTRO/Guarapuava-PR realizado no ano letivo de 2017. Tivemos como objetivo dessa pesquisa analisar as possibilidades de utilizar os resultados da Provinha Brasil como diagnóstico de planejamento escolar. Bem como entender os impactos que a utilização desses resultados causam ao currículo. Este trabalho foi elaborado com base em estudos bibliográficos e documentais, sendo utilizados artigos e dissertações de mestrado que contemplam a discussão em torno da problemática. Utilizou-se, também, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação 9394/96, as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica e Soares (2009). Através da investigação foi possível observar que utilizar os resultados dessa avaliação na elaboração do planejamento escolar e do professor, leva ao engessamento do currículo e a classificação dos alunos.


Palavras-chave


Políticas Educacionais; Avaliação em Larga Escala; Provinha Brasil; Planejamento Escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


AVALIAÇÃO DE SISTEMAS EDUCACIONAIS NO BRASIL. A avaliação da aprendizagem escolar na educação básica frente à crescente centralidade das avaliações externas. Disponível em: . Acesso em: 06 jun. 2017.

BONAMINO, Alicia; SOUSA, Sandra Záquia. Três gerações de avaliação da educação básica no Brasil: interfaces com o currículo da/na escola. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 2, p. 373-388, abr./jun, 2012.

BORDIN, Tamara Maria. Influências das políticas educacionais internacionais no currículo: Algumas Incursões. SABERES, Natal – RN, v. 1, n. 11, Fev. 2015, 78-93. Disponível em < https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/download/6526/5197> Acesso em:10 jun. 2017.

BRASIL. Inep, Ministério da Educação. Provinha Brasil: passo a passo (primeiro semestre). Brasília: Inep e Ministério da Educação, 2008a.

BRASIL. Inep, Ministério da Educação. Provinha Brasil: passo a passo (primeiro semestre). Brasília: Inep e Ministério da Educação, 2008b.

BRASIL. INEP. Portaria Normativa nº 10, de 24 de abril de 2007. Disponível em:

http://download.inep.gov.br/educacao_basica/provinha_brasil/legislacao/2007/ provinha_brasil_portaria_normativa_n10_24_abril_2007.pdf. Acesso 08 ago. de 2017.

BRASIL. INEP. Provinha Brasil. Disponível em: . Acesso em: 23 mai. 2017.

BRASIL.INEP. Sobre a ANA. Disponível em: . Acesso em: 25 mai. 2017.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n. 9.394, de 24 de dezembro de 1996

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Conselho Nacional da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica/ Ministério da Educação. Secretária de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. – Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013.

BRASIL. [Plano Nacional de Educação (PNE)]. Plano Nacional de Educação 2014-2024 [recurso eletrônico]: Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014. 86 p. – (Série legislação; n. 125)

CARIA, Neide Pena. OLIVEIRA, Sandra Maria da Silva Sales. Avaliação em Larga Escala e a Gestão da Qualidade da Educação, Revista de Ciências Humanas - Educação | FW | v. 16 | n. 26 | p. 22-40 | Jul. 2015.

CASEIRO, Cintia Camargo Furquim. GEBRAN, Raimunda Abou. Avaliação formativa: concepção, práticas e dificuldades, Nuances: estudos sobre Educação. Presidente Prudente, SP, ano XIV, v. 15, n. 16, p. 141-161, jan./dez. 2008.

CHIRINÉA, Andréia Melanda. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e as dimensões associadas à qualidade da educação na escola pública municipal / Andréia Melanda Chirinéa. - Marília, 2010, Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, 2010.

COTTA, Tereza Cristina. Avaliação educacional e políticas públicas: a experiência do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Revista do Serviço Público, Brasília, v. 52, n. 4, p. 89-110, out./dez. 2001. Disponível em: . Acesso em: 01 jun. 2017.

ESTEBAN, Maria Teresa. A negação do direito à diferença no cotidiano escolar Avaliação. Revista da Avaliação da Educação Superior, vol. 19, núm. 2, julio, 2014, pp. 463-486 Universidade de Sorocaba Sorocaba, Brasil.

ESTEBAN, Maria Teresa. Considerações sobre a política de avaliação da alfabetização: pensando a partir do cotidiano escolar. Revista Brasileira de Educação v. 17 n. 51 set.-dez. 2012.

ESTEBAN, Maria Teresa. WOLF, Célia Claudia. Um olhar para a alfabetização a partir dos exames nacionais, Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación, eI SSN: 2386-7418, Vol. Extr., No. 10. DOI: 10.17979/reipe.2015.

HORTA NETO, João Luiz. Um olhar retrospectivo sobre a avaliação externa no Brasil: das primeiras medições em educação até o SAEB de 2005, Revista Iberoamericana de Educación (ISSN: 1681-5653), n.º 42/5 – 25 de abril de 2007.

LOPES, Ângela Tenilly Ribeiro. A importância do planejamento para o sucesso escolar. / Ângela Tenilly Ribeiro Lopes. Redenção, 2014. 60 f.; 30 cm. Monografia do curso de Especialização em Gestão Pública Municipal da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira – UNILAB.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem componente do ato pedagógico/ Cipriano Carlos Luckesi – 1. ed. – São Paulo: Cortez, 2011.

MESQUITA, M. De F, M.; COELHO, M. H. M. Breve trajetória histórico pedagógica do planejamento de ensino e da avaliação da aprendizagem. Dialogia, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 163-175, 2008

PERONI, V. M. V. Avaliação institucional em tempos de redefinições no papel do Estado. Revista Brasileira de Administração da Educação, 2009.

PORTAL MEC. Prova Brasil-apresentação. Disponível em: . Acesso em: 08 mar. 2017.

RONCA, Antônio Carlos Caruso. Avaliação da educação básica: Seus limites e possibilidades. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 7, n. 12, p. 77-86, jan./jun. 2013. Disponível em: Acesso em:10 jun. 2017

SILVA, Erika Radespiel Fernandes da. Provinha Brasil: o instrumento, perspectivas e análise. Brasília/DF, Universidade de Brasília/Faculdade de Educação (Trabalho de Conclusão de Curso – Graduação), 2012.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros / Magda Soares. – 3. Ed – Belo Horizonte: Autentica Editora, 2009. (p. 07-49)

SOUSA, Sandra Zákia. Concepções de qualidade da educação forjadas por meio de avaliações em larga escala. Avaliação. Campinas, Sorocaba SP, v. 19, n. 12, p. 407-420, jul. 2014.

SOUSA, Sandra Zákia. Possíveis impactos das políticas de avaliação no currículo escolar. Cadernos de Pesquisa, n. 119, p. 175-190, julho/ 2003.

SOUZA, lanara Guimarães de. Avaliação de políticas educacionais: contexto e conceitos em busca da avaliação pública. In Avaliação educacional: desatando e reatando nós / Jose Albertino Carvalho Lordelo, Maria Virginia Dazzani (organizadores). – Salvador: EDUFBA,2009.

WERLE, Flavia Obino Corrêa. Políticas de avaliação em larga escala na educação básica: do controle de resultados à intervenção nos processos de operacionalização do ensino, Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 19, n. 73, p. 769-792, out./dez. 2011.

Wiebusch, Eloisa Maria. Avaliação externa: um caminho para a busca da qualidade da educação / Eloisa Maria Wiebusch. – Porto Alegre, 2011, Dissertação (Mestrado em Educação) Faculdade de Educação, PUCRS.




DOI: http://dx.doi.org/10.29148/labor.v1i21.39932

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Labor

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Endereço: Rua Marechal Deodoro, 750 - Quadra da FACED - Prédio do NUPER - Benfica -

CEP 60020-060 - Fortaleza - CE - Ver mapa
Fone: (85) 3366 7435 Fone: +55 (85): 99939-7124

Prédio do NUPER - Térreo

Email : labor@ufc.br

 

Website Hit Counter