Programas de Formação Profissional:

a percepção dos jovens aprendizes

  • Renato Colomby Instituto Federal do Paraná - IFPR
  • Evelis Couto Silva UniRitter
  • Cibele Cheron Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Viamão
  • Julice Salvagni Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Palavras-chave: Programa de aprendizagem, Jovens, Formação profissional

Resumo

O objetivo dessa pesquisa foi analisar a percepção dos jovens aprendizes em relação aos programas para a formação profissional. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, cuja coleta de dados aconteceu por meio de entrevistas semiestruturadas com oito jovens. As categorias de análise podem ser sintetizadas da seguinte forma: i) jovens e mercado de trabalho, ii) programas de aprendizagem – didática, teoria e prática e iii) formação profissional – desenvolvimento, interação e aprendizado. Os dados revelaram que a participação no programa foi satisfatória para os jovens e eles reconhecem a importância da experiência para a sua formação profissional. O crescimento pessoal, profissional e as relações oportunizadas pelo ambiente de trabalho mostraram-se muito relevantes para os entrevistados, não sendo a questão financeira o fator primordial. Os jovens concordam que a maneira mais efetiva de aprendizado se dá através do trabalho e estudo simultâneos. Nesse sentido, criticam a falta de conexão das aulas ministradas na entidade formadora com a prática na empresa. Por fim, destacam-se três características que, segundo os participantes, foram adquiridas ou desenvolvidas durante a experiência no programa: comunicação, relacionamento interpessoal e responsabilidade.

Biografia do Autor

Renato Colomby, Instituto Federal do Paraná - IFPR

Doutor (2019) e Mestre (2016) em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul na área de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho. Especialista em Educação para o Ensino Superior e EAD. Possui graduação concluída em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2013) e graduação em andamento no curso de Psicologia. Atualmente é Professor no Colegiado de Administração do Instituto Federal do Paraná (IFPR) no Campus Palmas. É líder do Tema 6 Trabalho, Organizações e Subjetividade na área de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho da ANPAD (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração). Além de ser integrante do Observatório Internacional de Carreira - OIC e do GINEIT (Grupo Interdisciplinar de Estudos da Inovação e do Trabalho), ambos vinculados ao PPGA/EA/UFRGS, também é Líder do Grupo de Pesquisa NEPT - Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Trabalho, Organizações e Pessoas. Atualmente, como pesquisador, dedica-se aos temas, que observam às seguintes ênfases: i) polissemia do trabalho; ii) histórias de vida e trajetórias profissionais; iii) diversidade e direitos fundamentais; iv) gestão de pessoas e relações de trabalho.

Evelis Couto Silva, UniRitter

Especialista em Gestão de Pessoas - UniRitter

Cibele Cheron, Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Viamão

Possui Bacharelado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002), Mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2006) e Doutorado em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015). Pós-doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Até 2019, atuou como professora da Educação Básica, Técnica e Tecnológica, lecionando disciplinas pertinentes a Ciências Sociais e Sociais Aplicadas no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Viamão. É consultora externa do IFRS para a Elaboração do Diagnóstico Rural e Redesenho da Matriz de Desenvolvimento de Viamão, RS. É mediadora judicial voluntária junto ao Centro Judicial de Solução de Conflitos e Cidadania do Foro Regional do Partenon, em Porto Alegre, RS. Foi Professora Assistente do Centro Universitário Ritter dos Reis, ministrando as Disciplinas Sociologia Geral e Jurídica, Filosofia Geral e Jurídica, Teoria do Estado e Ciência Política, Leitura Dirigida, Metodologia do Direito e Hermenêutica Jurídica, Direitos Humanos, Ciência Política, Filosofia, Ética e Cidadania, Movimentos Sociais em Âmbito Internacional, Direito Internacional Privado, Iniciação à Prática Jurídica, Prática Jurídica - Interpretação e Redação de Atos Jurídicos, Prática Jurídica - Demandas e Respostas Cíveis, Núcleo de Mediação Aplicada - Cível e Familiar. Integra, no CNPq, os grupo de pesquisa "Grupo de Estudos do Sul Global // Global South Study Group", "Educação e Violência" e lidera o grupo "Fundamentos da Experiência Jurídica Contemporânea: O Direito sob os aspectos dogmático, filosófico e sociológico". Desempenha projetos de ensino, pesquisa e extensão acadêmica e comunitária. Desenvolve principalmente os seguintes temas: conflitos e cultura da paz, cidadania, empoderamento, capital social, participação social, reestruturação produtiva e desigualdades, políticas públicas e inclusão social, gênero, interseccionalidades, Sul Global.

Julice Salvagni, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Mãe do Ian (2019). Professora Adjunto no Departamento de Ciências Administrativas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), na área de Estudos Organizacionais. Pós-Doutorado, Programa Nacional de Pós-Doutorado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (PNPD/CAPES - 2016-2018). Doutora em Sociologia (UFRGS/CAPES - 2012). Mestre em Ciências Sociais (Unisinos- 2011), Especialista em Gestão Empreendedora (Ftec- 2009) e Psicóloga (Unisinos- 2007). Atuou como docente da Universidade de Caxias do Sul e como psicóloga clínica e do trabalho. Tem experiência como professora nos cursos de Pós-Graduação da Faculdade São Judas Tadeu e UniRitter Laureate International Universities. 

Referências

AMAZARRAY, Mayte Raya et al. Aprendiz versus trabalhador: adolescentes em processo de aprendizagem. Psicologia: Teoria e Pesquisa. v. 25, n. 3, jul-set, 2009.

BAJOIT, Guy; FRANSSEN, Abraham. O trabalho, busca de sentido. In: FÁVERO, Osmar; SPÓSITO, Marília Pontes; CARRANO, Paulo; NOVAES, Regina Reys (Orgs). Juventude e comtemporaneidade. Brasília: UNESCO, MEC, ANPEd, 2007.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo, Edições 70, 2011.

BITENCOURT, Claudia; AZEVEDO, Debora; FROEHLICH, Cristiane. Na trilha das competências: caminhos possíveis no cenário das organizações. Porto Alegre: Bookman, 2013.

BORDENAVE, Juan Díaz; PEREIRA, Adair Martins. Estratégias de ensino-aprendizagem. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

BRASIL. Decreto n. 9.579, de 229 de novembro de 2018. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L10097.htm. Acesso em: 17 jun. 2020.

BRASIL. Lei n. 10.097, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L10097.htm. Acesso em: 17 jun. 2020.

BRASIL. Decreto n. 5.598, de 01 de dezembro de 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5598.htm. Acesso em: 17 jun. 2020.

COSTA, Silvia Generali da. Trabalho e valor pessoal na sociedade sem empregos. In: BITENCOURT, Claudia. et al. Gestão contemporânea de pessoas: novas práticas, conceitos tradicionais. Porto Alegre: Bookman, 2010.

FRANÇA, Ana Cristina Limongi. Práticas de Recursos Humanos – PRH: conceitos, ferramentas e procedimentos. São Paulo: Atlas, 2012.

FRANZOI, Naira Lisboa. Entre a formação e o trabalho: trajetórias e identidades profissionais. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2006.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação profissional e capitalismo dependente: o enigma da falta e sobra de profissionais qualificados. Trab. Educ. Saúde, v. 5 n. 3, nov.2007/fev, 2008.

GARCIA, Maria de Fátima et al. A condição do jovem no mercado de trabalho brasileiro: uma análise comparativa entre o emprego e o primeiro emprego (1999-2009). Revista Economia & Tecnologia (RET), v. 6, n. 4, 2010.

GASKELL, George. Entrevistas individuais e grupais. In: BAUER, Martin W; GASKELL, George. Pesquisa Qualitativa com texto: imagem e som: um manual prático. Tradução de Pedrinho A. Guareschi. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

ILLERIS, Knud. Uma compreensão abrangente sobre a aprendizagem humana. In: KNUD, Illeris (Org.) Teorias contemporâneas da aprendizagem. Porto Alegre: Penso, 2013.

KANAANE, Roberto. Comportamento humano nas organizações: o homem rumo ao século XXI. São Paulo: Atlas, 2009.

KNAPIK, J. Gestão de pessoas e talentos. Curitiba, InterSaberes, 2012.

LEAL, Ruy. Jovens que entram e dão certo no mercado de trabalho: como o jovem pode se orientar para entrar e se manter no mercado de trabalho altamente competitivo e globalizado: Condutores do Amanhã. São Paulo: Saraiva, 2009.

LIZOTE, Suzete Antonieta et al. Programa de aprendizagem: imagem e satisfação na visão dos aprendizes. Race, Joaçaba, v. 14, n. 3, p. 1119-1144, set-dez, 2015.

LOPES, E. L. M; SANTOS; M. S.; SILVA, F. M. A inclusão dos jovens aprendizes em uma indústria do ramo de alimentos na cidade de Pelotas/RS. Cadernos de Estudos Sociais, Recife, v. 34, n. 1, p. 1-20, jan-jul, 2019.

MARQUES, E.P.; PELICIONI, M.C.F.; PEREIRA, I.M.T.B. Educação Pública: falta de prioridade do poder público ou desinteresse da sociedade? Revista Brasileira de Crescimento e Desenvolvimento Humano. São Paulo, v.17, n. 3, dez, 2007.

MOSTARDEIRO, Marcio Milleto. A evolução do sistema capitalista ruma à ética de mercado. In: BITENCOURT, Claudia. et al. Gestão contemporânea de pessoas: novas práticas, conceitos tradicionais. Porto Alegre: Bookman, 2010.

PESSOA, Manuella Castelo Branco; ALBERTO, Maria de Fátima Pereira. Formação Profissional: as vivências dos jovens em um programa de aprendizagem. Londrina Est. Inter. Psicol. versão On-line ISSN 2236-6407, v.6, n.1, p. 02-20, jun., 2015.

PESSOA, Manuella Castelo Branco et al. Formação profissional de jovens: a que se destina? Estudos de Psicologia, v. 19(1), jan-março, 2014.

POCHMANN, Marcio. Situação do jovem no mercado de trabalho no Brasil: um balanço dos últimos 10 anos. São Paulo, 2007.

RAITZ, Tânia Regina; PETTERS, Luciane Carmem Figueiredo. Novos desafios dos jovens na atualidade: trabalho, educação e família. Psicologia & Sociedade, v. 20, n. 3, 2008.

RAZA, Claudio; LALLI, Laurent Cantuaria. A educação e o jovem frente ao exigente mercado de trabalho brasileiro. Revista Científica Hermes, n. 8, jan-jun, 2013.

SILVA, Andreza Bispo da; COSTA, Antonia Valdelucia. Políticas e Programas Públicos que Oportunizam a Inserção do Jovem no Mercado de Trabalho. Revista de Psicologia, v. 13, n. 43, p. 967-981, 2019.

SILVA, Paulo Roberto; MAYORGA Claudia. Experiências de jovens pobres participantes de programas de aprendizagem profissional. Psicologia & Sociedade, 28(2), 2016.

USHER, Robin. Experiência, pedagogia e práticas sociais. In: KNUD, Illeris (Org.) Teorias contemporâneas da aprendizagem. Porto Alegre: Penso, 2013.
Publicado
2020-12-21
Como Citar
COLOMBY, R.; SILVA, E. C.; CHERON, C.; SALVAGNI, J. Programas de Formação Profissional:. Revista Labor, v. 2, n. 24, p. 417-442, 21 dez. 2020.
Seção
Dossiê