História e Memória da Educação Profissional e Tecnológica:

as narrativas do processo de implantação e expansão do Instituto Federal do Amapá

  • Ramofly Bicalho UFRRJ
  • Pedro Clei Sanches Macedo Instituto Federal do Amapá - IFAP
Palavras-chave: Educação profissional. Memória. Desenvolvimento regional. História da educação.

Resumo

O objetivo deste artigo é caracterizar a história e memória do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá a partir das narrativas dos pioneiros que contribuíram significativamente na construção da proposta pedagógica de educação profissional e tecnológica nos primeiros anos de sua implantação (2007 a 2014). A pesquisa buscou analisar os documentos institucionais, leis, decretos e portarias, relacionados a educação profissional no Brasil e no Amapá, com destaque a Lei de criação dos Institutos Federais, Lei 11.892 de 29 de dezembro de 2008, entre outros dispositivos legais. Para o desenvolvimento desta investigação, optou-se pela abordagem qualitativa, através de pesquisa bibliográfica, análise documental e entrevistas. Os resultados revelam os caminhos minuciosos percorridos no processo de transformação da Escola Técnica Federal do Amapá (ETFAP) em Instituto Federal do Amapá (IFAP), a instalação em unidades provisórias, a escolha dos primeiros cursos e sua importância para o desenvolvimento regional.

Biografia do Autor

Ramofly Bicalho, UFRRJ

Professor Associado II na UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Campus Seropédica. Lotado no Departamento de Educação do Campo, Movimentos Sociais e Diversidade. Docente na Licenciatura em Educação do Campo, no PPGEA – Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola e no PPGEduc – Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares. Pós-Doutorado em Educação na Universidade Federal Fluminense – UFF. Atua com as seguintes temáticas: História da Educação do Campo e Movimentos Sociais. Educação Popular e Educação de Jovens e Adultos.

Pedro Clei Sanches Macedo, Instituto Federal do Amapá - IFAP

Técnico em Assuntos Educacionais do Instituto Federal do Amapá. Mestre em Educação Agrícola pela UFRRJ. Doutorando em Educação pelo Programa de pós-graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares da UFRRJ.

Referências

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, de 05 de outubro de 1988, publicada no Diário Oficial da União, de 05 de outubro de 1988.
BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, 1996.
BRASIL. Decreto Federal nº 6.095, de 24 de abril de 2007. Estabelece diretrizes para o processo de integração de instituições federais de educação tecnológica, para fins de constituição dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia - IFET, no âmbito da Rede Federal de Educação Tecnológica. Brasília, 2007a.
BRASIL. Lei nº 11.534, de 25 de outubro de 2007. Dispõe sobre a criação de Escolas Técnicas e Agrotécnicas Federais e dá outras providências. Brasília, 2007b.
BRASIL, Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Ciência e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Brasília, 2008.
BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Tradução Sérgio Paulo Rouanet. 8. Ed. São Paulo: Brasiliense, 2012.
FREITAS JUNIOR, Vanderlei; SANCHEZ, Sandra Barros. Identificação dos limites de abrangência institucional: uma abordagem sobre território e arranjos produtivos locais. Revista RETTA (PPGEA/UFRRJ). Ano II, nº 03/04, jan-dez 2011. P.37-67.
FRIGOTTO, Gaudêncio. Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio. In: Frigotto, G; et al (org.). Ensino médio integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Chamada Pública MEC/SETEC n.º 002/2007, e 12 de dezembro de 2007. Chamada pública de propostas para constituição dos Institutos Federais de educação, Ciência e Tecnologia – IFET. Brasília, 2007.
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Portaria n.º 116 de 31 de março de 2008. Resultado da Chamada Pública Chamada Pública MEC/SETEC n.º 002/2007, de 12 de dezembro de 2007. Brasília, 2008.
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Um novo modelo em educação profissional e tecnológica: concepções e diretrizes. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Brasília, 2010.
OLIVEIRA. Ramon de (Org.). Jovens, ensino médio e educação profissional: políticas públicas em debate. São Paulo: Papirus, 2012.
OTRANTO, Célia R. A política de educação profissional do Governo Lula. Trabalho aprovado para apresentação na 34ª Reunião da ANPED, Natal: RN, 2011.
SILVA, C. J. R. (org.). Institutos Federais Lei 11.892, de 29/11/2008: comentários e reflexões. Natal, RN: IFRN, 2009.
Publicado
2020-12-21
Como Citar
BICALHO, R.; MACEDO, P. C. S. História e Memória da Educação Profissional e Tecnológica: . Revista Labor, v. 2, n. 24, p. 372-395, 21 dez. 2020.
Seção
Dossiê