Representações sociais de mulheres em situação de cárcere sobre a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida

Palavras-chave: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida; Mulheres; Prisioneiros; Enfermagem.

Resumo

Objetivo: compreender as representações sociais de mulheres em situação de cárcere sobre a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Métodos: estudo qualitativo, realizado com 32 mulheres sentenciadas em um centro de reabilitação. Utilizou-se o Teste de Associação de Livre de Palavras, tendo como estímulos indutores “Vírus da Imunodeficiência Humana” e “Síndrome da Imunodeficiência Adquirida”. Dados processados pelo software EVOC e analisados à luz da Teoria das Representações Sociais. Resultados: os elementos do núcleo central da representação foram prevenção, medo, morte, doença e angústia; a periferia revelou facetas negativas quanto aos conteúdos. Conclusão: observou-se início de um processo de modificação nas representações sociais sobre a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, tendo-se a incorporação de novos elementos, como a prevenção e a diminuição do sentimento de morte iminente.

Referências

Lima TC, Freitas MIP. Caracterização de população com 50 anos ou mais atendida em serviço de referência em HIV/AIDS. Rev Ciênc Méd [Internet]. 2013 [citado 2017 nov. 13]; 22(2):77-86. Disponível em: http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/cienciasmedicas/article/view/2129/1779

Oliveira DC. Construction and transformation of social representations of aids and implications for health care. Rev Latino-Am Enfermagem. 2013; 21(esp):276-86. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692013000700034

Joint United Nations Programme on HIV/AIDS (UNAIDS). Ending AIDS: Progress Towards the 90 – 90 – 90 Targets [Internet]. 2017 [cited 2017 Nov. 13]. Available from: http://www.unaids.org/sites/default/files/media_asset/Global_AIDS_update_2017_en.pdf

Walmsley R. World female imprisonment list: women and girls in penal institutions, including pre-trial detainees/remand prisioners [Internet]. 2017 [cited 2017 Nov. 13]. Available from: http://www.prisonstudies.org/sites/default/files/resources/downloads/world_female_prison_4th_edn_v4_web.pdf

Seffner F, Parker R. The waste of experience and precariousness of life: contemporary political moment of the Brazilian response to aids. Interface. 2016; 20(57):293-304. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622015.0459

Trigueiro DRSG, Almeida SA, Monroe AA, Costa GPO, Bezerra VP, Nogueira JA. AIDS and jail: social representations of women in freedom deprivation situacions. Rev Esc Enferm USP. 2016; 50(4):554-61.doi:http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420160000500003

Lopes TC, Pinheiro R. Trajetórias de mulheres privadas de liberdade: práticas de cuidado no reconhecimento do direito à saúde do Centro de Referência de Gestantes de Minas Gerais. Physis. 2016; 26(4):1193-212. doi: http://dx.doi.org/10.1590/s0103-73312016000400007

Costa LHR, Alves, JP, Fonseca CEP, Costa FM, Fonseca FF. Gender in the context of sexual and reproductive rights of women deprived of liberty. Enferm Glob [Internet]. 2016 [cited 2017 Nov. 13]; 43:151-63. Available from: http://revistas.um.es/eglobal/article/view/207141/194671

Fogel CI, Gelaude DJ, Carry M, Herbst JH, Parker S, Scheyette A et al. Context of risk for HIV and sexually transmitted infections among incarcerated women in the south: individual, interpersonal, and societal factors. Women Health. 2014; 54(8):694-711. doi: http://dx.doi.org/10.1080/03630242.2014.932888

Rowell-Cunsolo TL, Szeto B, Sampong SA, Larson EL. Predictors of sexual behavior among men and women in New York City area prisons. Cult Health Sex. 2016; 8:1-14. doi: http://dx.doi.org/10.1080/13691058.2016.1188420

Moscovici F. Representações sociais: investigações em psicologia social. Petrópolis: Vozes; 2012.

Moscovici F. O fenômeno das representações sociais. In: Moscovici S. Representações sociais. Petrópolis: Vozes; 2003. p.29-109.

Rosa AS. A rede associativa: uma técnica para captar a estrutura, os conteúdos, e os índices de polaridade, neutralidade e estereotipia dos campos semânticos relacionados com as representações sociais. In: Moreira ASP, Camargo BV, Jesuíno JC, Nóbrega SM, editoras. Perspectivas teórico-metodológicas em representações sociais. João Pessoa: Universitária UFPB; 2005. p. 61-127.

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2011.

Hipolito RL, Oliveira DC, Gomes AMT. Conteúdos simbólicos da qualidade e vida gerados por pessoas que vivem com HIV/aids. Atas Cia [Internet]. 2015 [citado 2017 nov 13]; 484-6. Disponível em: http://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2015/article/viewFile/111/107

Pimenta CJL, Costa IP, Farias MCAD, Costa KNFM, Pereira TLB, Leite ES, et al. HIV/AIDS and seniors: knowledge of elderly about the disease. Int Arc Med. 2016; 9(20):1-7. doi: http://dx.doi.org/10.3823/1891

Pinheiro PNC, Freitas CM, Scopacasa LF, Silva KL, Gubert FA, Luna IT. Adolescent with Human Immunodeficiency Virus - understanding family beliefs and values. Rev Rene. 2017; 18(4):507-14. doi: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.2017000400012

Faria JO, Silva GA. Nursing diagnoses in persons with HIV/aids: an approach based on Horta’s conceptual model. Rev Rene [Internet]. 2013 [cited 2017 Nov. 13]; 14(2):290-300. Available from:http://www.revistarene.ufc.br/revista/index.php/revista/article/view/821

Pimenta CJL, Costa IP, Leite ES, Farias MCAD, Barbosa TL, Maciel EJS, et al. Understanding of the Elderly Attached to the Family Health Strategy about the HIV/AIDS Infection. Int Arc Med. 2015; 8(241):1-7. doi: http://dx.doi.org/10.3823/1840

Strauss M, Rhodes B, George G. A qualitative analysis of the barriers and facilitators of HIV counseling and testing perceived by adolescents in South Africa. BMC Health Serv Res. 2015; 15:250.doi: http://doi.org/10.1186/s12913-015-0922-0

Publicado
2018-05-17
Seção
Artigos de Pesquisa